Google passará a prejudicar sites mobile que exibem pop-ups

Por Redação | 24 de Agosto de 2016 às 10h29

O Google anunciou que punirá os sites mobiles que exibem pop-ups obstrutivos rebaixando a posição deles nos resultados de busca. Sendo assim, os sites que prejudicarem a experiência dos usuários com propagandas que ocupam a tela inteira do dispositivo terão suas chances de aparecerem nas buscas realizadas na plataforma dizimadas.

De acordo com Doantam Phan, gerente de produto do Google, páginas otimizadas para dispositivos móveis e que possuem pop-ups "proporcionam uma experiência mais pobre aos usuários do que outras páginas em que o conteúdo é imediatamente acessível". Para ele, isso pode "frustrar usuários porque eles não são capazes de ver o conteúdo que esperavam quando selecionaram aquele resultado de busca".

"Para melhorar a experiência de busca móvel", o Google passará a implementar a mudança em seu algoritmo de buscas a partir de 10 de janeiro de 2017 e sites que bloqueiam o conteúdo principal, mostram uma propaganda que precisa ser fechada antes de visualizar o conteúdo principal ou tentam disfarçar propagandas ao invés de apresentarem o conteúdo principal terão seus resultados no motor afetados pela mudança.

Apesar das alterações anunciadas pela empresa, nem todos os sites que utilizam pop-ups serão prejudicados. Sites que usam pop-ups para algumas outras finalidades, como para notificar o usuário sobre o uso de cookies ou para solicitar confirmação de idade antes de acessar o conteúdo do site não serão afetados. Páginas assim permanecerão a ser rastreadas normalmente pelo serviço de buscas de Mountain View.

Além de anunciar a penalidade a sites com pop-ups, o Google também informou que deixará de mostrar a marca ao lado do resultado de busca que indica se um site é otimizado para leitura mobile. Recentemente, a empresa anunciou que passaria a priorizar nos resultados de pesquisa os sites que possuíssem uma versão para dispositivos móveis com a mesma finalidade de melhorar a experiência do usuário.

Fonte: Google

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.