Google lança nova ferramenta para compreensão da linguagem natural

Por Redação | 21.07.2016 às 10:07 - atualizado em 21.07.2016 às 18:59

As ferramentas do Google de desenvolvimento de inteligência na nuvem estão se expandiram nesta quarta-feira (20) com o lançamento da nova API Cloud Natural Language. O objetivo do serviço é ajudar desenvolvedores a criar aplicações que entendam a linguagem natural dos humanos.

Este é um grande passo do Google na corrida contra provedores de nuvens públicas na hospedagem de aplicações com recursos inteligentes. O processamento da linguagem natural permite que desenvolvedores construam aplicativos com capacidade de enfrentar a difícil tarefa de compreender como os humanos se comunicam. E é essa a chave para construir assistentes virtuais mais inteligentes e chatbots mais robustos.

data center google

(Foto: data center do Google. Fonte: Google Inc.)

A nova API é capaz de prover um sem-número de informações a partir de um parágrafo de um texto e enviar tudo de volta para a aplicação, incluindo os sentimentos por trás das palavras estudadas e análises da estrutura da sentença. O sistema ainda pode identificar especificidades no texto como por exemplo personalidades, organizações, locais, eventos, animais e produtos. A ferramenta é baseada na mesma pesquisa do Google utilizada para a criação do Parsey McParseface, um analisador de código aberto para textos em inglês que a empresa lançou no início deste ano.

A interface de programação de linguagem natural entrou em fase beta juntamente com a já anunciada Google Speech API, que permite aplicações gravarem sons de voz e apresentarem o texto de volta. Unindo essas duas incríveis ferramentas, será possível desenvolver aplicativos que podem ouvir a voz dos usuários e entender o que eles estão dizendo.

Com o lançamento das duas aplicações de desenvolvimento em fase beta, o Google continua na competição contra gigantes da tecnologia como Microsoft, Amazon e IBM, que também trabalham nesse ramo de inteligência artificial. As inovações fazem parte de um esforço contínuo da empresa para aumentar sua relevância no mercado das nuvens públicas, onde a concorrência está cada dia mais voraz.

Via: PcWorld