Siga o @canaltech no instagram

Google está se preparando para desenvolver seu primeiro smartwatch

Por Rafael Rodrigues da Silva | 08 de Fevereiro de 2019 às 16h56
Tudo sobre

Google

Durante todo o ano passado, rumores sobre a Google estar desenvolvendo um smartwatch próprio encheram os corredores de fofoca do mercado tech — mas esse ano parece que eles finalmente deixarão de ser rumores, já que a Google parece estar contratando as pessoas com experiência e habilidade para realmente desenvolver um smartwatch para a companhia.

De acordo com a página de vagas em aberto da Google, a empresa está procurando alguém para a posição de Vice-Presidente de Engenharia de Hardware especializado em vestíveis, e na descrição fica claro que a empresa está procurando alguém para gerenciar todo um novo portfólio de vestíveis para a Google, que deverá incluir dispositivos desenvolvidos em todas as faixas de preço, com todos os níveis de tecnologia disponíveis e para todos os tipos de usuários.

Por enquanto, os únicos produtos “vestíveis” da Google são os Pixel Buds (fones de ouvido sem fio), o que é estranho, já que a empresa possui uma divisão específica para desenvolver softwares e sistemas operacionais para vestíveis (o Wear OS), que é utilizado por diversas empresas de smartwatches. Apesar disso, vale lembrar que esse também foi o caminho utilizado pela Google no mercado de smartphones: ela primeiro criou o sistema Android e o vendeu para outras empresas antes de começar a fabricar seus próprios smartphones das linhas Nexus e Pixel.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Algo que também fica implícito na vaga anunciada pela Google é que, ao contrário do que diziam os rumores, a empresa não está nem perto de lançar seu próprio smartwatch no mercado, já que a vaga deixa claro que a Google está pretendendo montar sua equipe de desenvolvimento desses produtos do zero, ao invés de simplesmente comprar alguma empresa que já os fabrica. Essa noção de que a Google poderia estar pensando em comprar sua entrada no mercado de smartwatches surgiu no mês passado, quando a gigante adquiriu uma quantidade não especificada de ações da Fossil, fabricante de relógios. Mas logo depois a Fossil já garantiu a todos os seus acionistas de que não estava saindo do mercado e sendo comprada pela Google, e que manteria todas as 200 pessoas que fazem parte de seu time de desenvolvimento.

O anúncio ainda especifica que a posição deverá ser assumida na sede da Google, que fica na cidade de Mountain View, na Califórnia (considerada a “capital” do Vale do Silício), e busca candidatos com pelo menos 15 anos de experiência no mercado e que possui experiência em gerenciar produtos com números de fabricação em centenas de milhões de unidades que serão enviados para praticamente todos os países do mundo.

Fonte: Venture Beat

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.