Google está focado em nuvem corporativa e inteligência artificial, diz CEO

Por Redação | 29.04.2016 às 10:14
photo_camera Divulgação

O Google atualmente conta com diversos produtos de sucesso que se unem ao seu valioso motor de buscas. O Android é a plataforma mobile mais utilizada em smartphones, o Gmail é o maior cliente de e-mail do mundo e o Google Photos é um dos mais importantes serviços de armazenamento de fotos disponíveis. Para o CEO da empresa, Sundar Pichai, ela continuará focada em direções diferentes, como soluções de nuvem corporativa e inteligência artificial.

A empresa tem investido em computação em nuvem há algum tempo, mas somente agora está pronta para oferecer soluções de nível empresarial que possam competir com a AWS da Amazon e com o Microsoft Azure. Apesar do Google ainda não fazer muito dinheiro com esse segmento, Pichai acredita que o mercado de nuvem corporativa da empresa poderia crescer mais do que o negócio de buscas em 2020. Sendo assim, a gigante da web está pronta para receber os bilhões de dólares que as empresas estão dispostas a investir em computação em nuvem.

Mesmo com novos objetivos de crescimento no mercado corporativo, o Google ainda está trabalhando para garantir que os consumidores tenham acesso à informação, exatamente no momento certo. Inicialmente, ela entrega essa promessa através de seu motor de buscas, mas, segundo o executivo, a inteligência artificial é onde o Google pode realmente se distinguir da concorrência. "Nós estamos investindo em aprendizado de máquina e inteligência artificial (AI) durante anos, mas eu acredito que nós estamos em um ponto de inflexão excepcionalmente interessante onde essas tecnologias estão realmente decolando. Isto também é muito aplicável às empresas. Se fizermos isso de maneira cuidadosa, vemos como um grande diferencial que temos sobre os outros", disse Pichai.

O Google tem investido pesado em AI com o aperfeiçoamento do Google Now, serviço de reconhecimento de imagem, recomendação de busca e vídeos, entre outros. Com isso, a empresa parece ter as credenciais necessárias para liderar o mercado de inteligência artificial com serviços que realmente serão úteis aos consumidores. Para Pichai, a inteligência artificial é mais importante do que os dispositivos móveis. "Ao longo do tempo, o computador em si será um assistente inteligente ajudando as pessoas em seu dia a dia", prevê o executivo.

As afirmações de Pichai certamente ganharão força no Google I/O. O evento está marcado para acontecer no próximo mês e é o local ideal para a companhia mostrar aos desenvolvedores quais serão seus próximos passos. Para os entusiastas da inteligência artificial, será uma grande oportunidade para ver como a empresa utilizará a tecnologia em favor dos consumidores.

Via Phandroid