Google encerra projeto de drone para acesso à internet movido a energia solar

Por Redação | 12.01.2017 às 13:10

A Alphabet, empresa controladora do Google, anunciou que vai acabar com o seu projeto de drones autônomos alimentados por energia solar. A intenção do programa, chamado Titan, era levar internet de alta velocidade para milhões de pessoas.

Em abril de 2014, o Google comprou a Titan Aerospace com planos de integrar a empresa em seu Projeto Loon, uma iniciativa que visa levar internet por meio de balões até partes do mundo onde a conectividade é limitada. Os drones da Titan são alimentados por energia solar e podem ficar no ar por até cinco anos. Agora, os membros da equipe da Titan no Google serão realocados para outros departamentos da Alphabet.

Quando o Google se reorganizou sob a aba da Alphabet em 2015, o Titan foi para na divisão X, voltada ao desenvolvimento de novas tecnologias. Em seguida, ele foi parar no Project Wing, a parte da X que trabalha com drones para entrega de produtos. De acordo com uma representante do Google, agora a X vai se concentrar no Project Loon.

A notícia de que o projeto Titan seria encerrado surgiu pouco depois da empresa anunciar que planeja vender a sua divisão de imagens por satélite, a Terra Bella. Tudo faz parte de um plano da companhia para cortar a gordura e reduzir gastos com seus projetos moonshots, aqueles extremamente ambiciosos, mas com pouca chance de se tornar realidade ou render bons lucros.

Via Business Insider