Google deve lançar óculos de RV que dispensam uso de outros gadgets

Por Redação | 12 de Fevereiro de 2016 às 14h47
photo_camera Divulgação

Os óculos de realidade virtual vieram para ficar. Algumas das maiores companhias do ramo da tecnologia já criaram ou estão em processo de desenvolvimento de seus próprios dispositivos do tipo, então, salvo algo dar muito errado, este é um mercado que deve apenas crescer nos próximos anos. Pensando nisso, o Google aparentemente planeja incrementar a sua aposta de óculos de RV.

De acordo com uma reportagem do Wall Street Journal, a gigante das buscas pretende atualizar o Cardboard e lançar um par de óculos que dispensa o uso de um smartphone para funcionar. Citando fontes anônimas, o jornal garante que a empresa de Mountain View vai lançar um concorrente ao principais nomes do gênero, como o Oculus Rift, do Facebook, e o Vive, criado em parceria entre a Valve e a HTC.

O dispositivo do Google vai ter uma tela própria — atualmente, o Cardboard usa um smartphone como tela, sendo, de fato, apenas um molde de papelão no qual você encaixa o gadget. Além disso, o aparelho deve contar com câmeras frontais e com um potente processador desenvolvido pela Movidius, empresa especializada em visão de máquina. Os rumores vêm na rasteira do anúncio da criação de uma divisão de RV dentro do Google feito no último mês. O setor será liderado por Clay Bavor, vice-presidente da companhia.

Totalmente independente

Assim como acontece com o Glass, os óculos experimentais do Google, o futuro gadget de realidade virtual pode funcionar conectado a outro aparelho, mas isso não é obrigatório. Ou seja, diferente dos demais aparelhos do gênero existentes na atualidade, o aparelho do Google deve funcionar de forma independente, dispensando conexão com smartphones, consoles ou computadores.

Entretanto, como tudo ainda não passa de rumor, fica difícil saber como isso funcionaria, quais seriam as formas de controlar a reprodução vista diante de seus olhos ou mesmo o sistema operacional que daria vida a tudo isso — a aposta mais óbvia é no Android ou pelo menos uma versão do sistema adaptada aos óculos. A concepção de óculos de RV independentes também pode levar todo o setor a um novo patamar, com o aparelho reconhecendo o deslocamento do usuário dentro de um espaço (atualmente, eles só são capazes de identificar a direção para a qual você olha).

Além disso, a aposta do Google em um dispositivo independente é bastante razoável dada a variedade de smartphones com Android que se tem por aí. Ao funcionar com uma tela própria, o gadget pode garantir uma experiência minimamente satisfatória, padronizando o desenvolvimento de conteúdo direcionado a ele e tudo mais que um modelo de negócios como este permite — vide o sucesso da Apple com seus aparelhos concebidos internamente de ponta a ponta.

Fonte: The Wall Street Journal

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.