Rakuten compra startup administradora de bitcoins

Por Redação | 19.08.2016 às 16:19

A empresa Rakuten confirmou que adquiriu os ativos da Bitnet, uma startup administradora de bitcoins que será usada para criar uma espécie de laboratório de bitcoins para a empresa japonesa. Os detalhes da transação não foram revelados, mas ela seguiu o relatório divulgado pelo jornal Wall Street em julho desse ano que já especulava sobre o negócio. Segundo as informações do documento, a Rakuten desembolsou US$ 14,5 milhões em uma rodada de investimento para a Bitnet há quase dois anos.

A Rakuten integrou um meio de pagamento via bitcoins em algumas de suas lojas de comércio online no começo do ano. A Bitnet deveria rivalizar com grandes empresas de processamento de pagamento na criptomoeda, como a Coinbase e a Bitpay, contudo, após uma série de executivos deixar a empresa e a startup informar que metade da força de trabalho foi despedida para cortar despesas, o cenário ficou difícil e estrangulou o seu crescimento. Essa difícil situação levou a empresa japonesa a iniciar esse movimento estratégico de tomar conta da startup.

A Rakuten está tomando o controle dos ativos da Bitnet, além de duas pessoas chave da empresa para criar o seu centro de pesquisas e explorar todo o potencial desse comércio de moedas criptografadas. Essa jogada faz todo sentido, já que a Rakuten possui um verdadeiro império no comércio eletrônico japonês e serviços bancários não só no Japão, como em outras partes do mundo.

bitcoin

O responsável pela área de tecnologia da Bitnet, Stephen McNamara, entrou para a equipe do novo centro dizendo que o foco do trabalho será na pesquisa e desenvolvimento da tecnologia de cadeia de blocos e suas potenciais aplicações em setores de tecnologia financeira e comércio virtual.

Yasufumi Hirai, líder da divisão de tecnologia da empresa japonesa, diz que com o conhecimento profundo e significativo da equipe de engenharia da Bitnet, juntamente com o trabalho da Rakuten na área de tecnologia financeira e seu suporte a soluções inovadoras, o centro de pesquisa será o primeiro passo para a companhia expandir o potencial das blockchains, com o objetivo de revolucionar a maneira como as transações financeiras e o comércio eletrônico são conduzidos.

Via: TechChrunch