Galaxy S7 ganha unboxing embaixo d'água e primeiras imagens de seu interior

Por Redação | 23 de Fevereiro de 2016 às 12h51
photo_camera Divulgação

Os novos Galaxy S7 e Galaxy S7 Edge mal foram anunciados, mas já surgiu gente fazendo vídeo de unboxing, mostrando tudo o que está no interior da cobiçada embalagem. Porém, como um dos principais destaques do aparelho é sua capacidade de funcionar mesmo embaixo d'água, nada mais lógico do que fazer todo esse processo de demonstração no fundo de uma piscina.

Na verdade, trata-se de uma publicidade feita pelo pessoal da T-Mobile para realçar essa novidade dos novos Galaxy. Ao invés de apenas derrubar um copo d'água sobre o dispositivo ou deixá-lo cair dentro do vaso sanitário (quem nunca), eles logo partiram para a ignorância e mergulharam com caixa e tudo para gravar o vídeo demonstrativo. Tudo isso porque a Samsung otimizou a resistência de imersão, permitindo que ele funcione perfeitamente por até 30 minutos a uma profundidade de 1,5 metro.

E o mais bizarro do vídeo é que o unboxing é feito por completo, ou seja, até mesmo os componentes que não são à prova d'água acabaram entrando na brincadeira. Não por acaso, vemos cabos, fones de ouvido e outros pequenos acessórios que estão dentro da caixa do smartphone boiando para longe. E, ao contrário do Galaxy S7, nada disso vai voltar a funcionar quando o experimento acabar, o que torna tudo mais doloroso.

Por dentro do S7

Só que as coisas não param por aí. Enquanto a T-Mobile faz uma apresentação muito divertida sobre esse recurso do Galaxy S7, alguém na Rússia já conseguiu pôr as mãos no aparelho e decidiu abri-lo para mostrar ao mundo as entranhar do dispositivo. O lado bom é que isso já foi feito fora d'água, para a tranquilidade de quem não aguenta imagens fortes.

O site Hi-Tech mostra que essa resistência à água se dá porque a parte traseira do smartphone possui uma grossa camada adesiva que impede que os componentes sejam molhados. Por conta disso, alguns especialistas já começam a teorizar que a exposição ao sol pode enfraquecer essa cola e comprometer a resistência. Tanto que já foi descoberta uma peça ali dentro que sinaliza quando o interior entrou em contato com algum líquido.

Galaxy S7 teardown
Galaxy S7 teardown

Outro ponto destacado pela página russa é que a Samsung adotou uma tecnologia semelhante à usada pela Nokia no Lumia 950 para evitar que o aparelho superaqueça. Trata-se de um pequeno sistema de resfriamento que utiliza um tubo de cobre que conduz calor e impede que o aparelho fique muito quente com o uso.

Já em termos de componentes, a desmontagem comprovou a presença do processador Exynos 8890, mas não trouxe mais detalhes sobre os demais componentes. Como o Slash Gear aponta, é provável que isso aocnteça somente no dia 11 de março, quando o Galaxy S7 chegar de verdade às lojas e sites como o iFixt colocarem suas mãos (e chaves de fenda) na novidade.

Galaxy S7 teardown

Via: T-Mobile (YouTube), Slash Gear, Hi-Tech

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.