Galaxy Note7 remanufaturado com bateria menor será relançado com 30% de desconto

Por Redação | 25 de Abril de 2017 às 17h02
photo_camera Divulgação

A Samsung não desistiu do Galaxy Note7 e quer continuar capitalizando o phablet que ficou conhecido por pegar fogo no ano passado. Prova disso é que nesta terça-feira (25) surgiram as primeiras informações não só de quando o aparelho vai reestrear, mas também de quanto ele custará.

Segundo o portal ETNews, inicialmente a fabricante vai relançar o dispositivo na Coreia do Sul em junho pelo equivalente a US$ 620. Embora o valor possa parecer salgado para muita gente, ele é, na verdade, 30% menor do que o cobrado quando o gadget foi lançado originalmente em outubro de 2016.

É uma clara estratégia para reconquistar o público e incentivá-lo a adquirir um aparelho que apresentou problemas em todos os mercados em que foi lançado. A diferença é que, desta vez, o Galaxy Note7 remanufaturado vem com seu principal problema corrigido: a bateria. Ao invés de 3.500 mAh de capacidade, agora o componente deve vir com no máximo 3.200 mAh — embora haja especulações de que essa capacidade será menor ainda, na faixa dos 3.000 mAh.

Ainda não se sabe se a mesma estratégia de desconto será adotada para os demais países onde o Galaxy Note7 será relançado, e a Samsung segue em silêncio em relação a tudo isso. Para se ter uma ideia, sequer há uma lista oficial de mercados que receberão o aparelho novamente.

E você? Compraria um Galaxy Note7 com uma bateria menor por um desconto desses? Ou não arriscaria tanto assim? Deixe sua opinião nos comentários aqui embaixo.

Fonte: ETNews (traduzido)