Fujitsu separa seu negócio de PCs e dispositivos móveis

Por Redação | 29 de Dezembro de 2015 às 10h38
photo_camera Fujitsu

Assim como a Sony resolveu vender sua divisão de PCs no ano passado, agora foi a vez da japonesa Fujitsu anunciar que fará o mesmo em 2016. A empresa líder em tecnologia da informação da comunicação (TIC) revelou que seu negócio de laptops e desktops será divido em uma nova subsidiária, a Fujitsu Client Computing Limited.

A divisão está prevista para acontecer no dia 1º de fevereiro e também vai afetar o braço móvel da companhia, que passará a ser subsidiado pela Fujitsu Connected Technologies Limited. Como a própria empresa disse em comunicado, a transformação de PCs e smartphones em commodities torna mais difícil criar produtos diferenciados.

Em outras palavras, a japonesa quis dizer que a indústria de PCs está em queda livre e o mercado de dispositivos móveis já nos permite comprar um smartphone razoavelmente decente por cerca de US$ 50 – apesar de não ser a realidade do Brasil, em muitos países isso é realmente possível.

A combinação desses dois fatores significa que não é possível gerar muito lucro dessas duas divisões, isso sem contar que quando gigantes como a Samsung já estão enfrentando dificuldades, imagine como as coisas ficam para empresas como a Fujitsu. Fazer o spin off desses dois braços da companhia pode ser considerada uma maneira fácil de se livrar delas sem admitir que está realmente fazendo isso.

Outro elemento desta história que merece ser citado é o recente rumor de que Toshiba, Vaio e Fujitsu poderiam juntar suas divisões de PCs em uma só empresa, criando uma nova gigante asiática dos computadores. O atual anúncio da japonesa pode indicar que a Fujitsu começou seu processo de fusão mais cedo do que as duas outras companhias, ou então que simplesmente ela decidiu que pode fazê-lo sem elas.

Fonte: Engadget

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.