Foxconn pretende investir US$ 7 bilhões em fábrica de displays nos EUA

Por Redação | 23.01.2017 às 09:30

O presidente da Foxconn, Terry Gou, confirmou neste domingo (22) o rumor de que a principal fornecedora de componentes para a Apple considera investir, juntamente com a Maçã, US$ 7 bilhões para a construção de uma fábrica de displays altamente automatizada nos Estados Unidos.

Segundo o jornal Nikkei Asian Review, Gou discutiu os planos em um evento da empresa no distrito de Nankang, em Taipei, especulando que a fábrica, que seria planejada com a Sharp, poderia criar entre 30 mil e 50 mil novos empregos. A Foxconn vem considerando a possibilidade de construir uma instalação nos Estados Unidos desde 2014.

"A Apple está disposta a investir na fábrica em conjunto, porque eles também precisam dos painéis", declarou o presidente da Foxconn a jornalistas. A companhia chinesa é a maior parceira de manufatura da Apple e administra a maior fábrica de iPhone do mundo, com grandes benefícios tributários do governo chinês.

O anúncio acontece depois do presidente dos EUA, Donald Trump, prometer que "a América vem primeiro" em discurso de posse na última sexta-feira (20), levando Gou a alertar sobre a ascensão do protecionismo como uma tendência política daqui para frente.

Fonte: Nikkei Asian Review