Foxconn planeja 12 novas unidades na Índia até 2020

Por Redação | 26 de Maio de 2015 às 12h34

A empresa taiwanesa Foxconn, maior fabricante de eletrônicos do mundo, afirmou nesta terça-feira (26) que pretende expandir suas operações com a construção de 10 a 12 fábricas e centros de dados na Índia até o ano de 2020. A informação foi dada pelo presidente da companhia, Terry Gou.

Segundo Gou, a empresa poderia gastar "alguns bilhões de dólares" no desenvolvimento das novas instalações. "Muitos dos nossos clientes, especialmente os chineses, estão solicitando a fabricação de telefones, tablets, TVs na Índia o mais rápido possível", disse Gou em uma entrevista no centro de Guiyang, na província de Guizhou, no sul da China, onde a empresa já opera a construção de uma nova fábrica e um centro de dados.

A Foxconn não é a única empresa de tecnologia a investir no segundo país mais populoso do mundo. A chinesa Xiaomi anunciou em março que tem planos para começar a produção de smartphones na Índia. A iniciativa da Foxconn de construir novas unidades em território indiano pode estar associada à crescente despesa em manter suas 25 fábricas na China, onde os salários têm mais que duplicado desde 2010.

Os atuais planos e expansão anunciados pela Foxconn aparecem após a empresa fechar uma fábrica de celulares no sul da Índia, provocando diversos protestos dos trabalhadores que perderam seus empregos. A fabricante não entrou em detalhes sobre as razões para encerramento da fábrica, alegando apenas que as mudanças foram necessárias devido a sua base de clientes.

Ainda não é possível saber quantos empregos serão gerados com as novas unidades anunciadas. Gou enfatizou que, além das marcas chinesas, a Foxconn irá cooperar com empresas locais, tais como Micromax Informatics, que ocupa o segundo lugar no mercado local de smartphones, atrás apenas da Samsung.

As novas unidades seguirão o padrão de construção da fábrica de Guiyang, de acordo com Gou. A Foxconn já está realizando estudos de viabilidade para investimentos, mesmo que ainda nenhum acordo concreto tenha sido assinado.

Via Reuters

Fonte: http://www.reuters.com/article/2015/05/26/us-foxconn-investment-india-idUSKBN0OB16X20150526?feedType=RSS&feedName=technologyNews

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.