FBI terá acesso aos servidores do Google no exterior

Por Redação | 06.02.2017 às 14:25
photo_camera Divulgação

Um juiz dos Estados Unidos ordenou que o Google deve cumprir mandados de busca que concedem ao FBI acesso a e-mails de usuários que estão armazenados em servidores fora do país.

Na última sexta-feira (03), o juiz Thomas Rueter, da Filadélfia, decidiu que os agentes do FBI deveriam ter acesso local aos e-mails em questão para investigar um caso de fraude. Para o magistrado, a decisão não terá nenhuma "interferência significativa" no "interesse possessório" do titular das contas nos dados buscados no mandado.

"Embora a recuperação dos dados eletrônicos pelo Google a partir de seus múltiplos data centers no exterior tenha potencial para uma invasão de privacidade, a violação real de privacidade ocorre no momento da divulgação nos Estados Unidos", disse o juiz.

Curiosamente, a decisão é exatamente oposta a do Tribunal de Apelações dos Estados Unidos em Nova York em um caso semelhante envolvendo a Microsoft. Na ocasião, ficou decretado que a companhia não poderia ser forçada a entregar e-mails armazenados em um servidor em Dublin, na Irlanda, para que os investigadores norte-americanos utilizassem em um caso de narcóticos.

Ambos os casos se apoiam em mandados emitidos sob o Stored Communications Act, uma lei federal de 1986 que muitas empresas de tecnologia e defensores da privacidade consideram ultrapassada.

Via CNBC