FBI pode não ser capaz de contar à Apple como desbloqueou iPhone de Syed Farook

Por Redação | 15 de Abril de 2016 às 03h42

A novela ainda não acabou. Depois de o FBI ter conseguido acessar os dados do iPhone 5c de um dos atiradores do massacre de San Bernardino sem contar com a ajuda da Apple, “caiu na net” a informação de que o bureau teria contratado hackers para fazer o trabalho. Agora, parece que o órgão não será capaz de revelar os segredos por trás do método que os hackers utilizaram no aparelho de Syed Farook por um motivo bastante simples: nem eles teriam conhecimento disso.

Fontes ligadas à administração Obama contaram à agência Reuters que essa equipe possui “propriedade legal do método”, ou seja, somente esses hackers saberiam como conseguiram invadir e acessar os dados do aparelho. E segundo as mesmas fontes, os hackers não estariam dispostos a revelar quais foram as falhas descobertas no sistema de segurança do iPhone 5c do terrorista.

As diversas tentativas do governo norte-americano de forçar a Apple a quebrar a segurança do aparelho tem gerado um grande debate a respeito de encriptação de dados, segurança de dispositivos e privacidade, e o assunto continua em alta mesmo após o FBI ter conseguido acessar as informações do iPhone em questão.

Fonte: Reuters

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.