FBI diz que não conseguirá burlar segurança de iPhones mais novos

Por Redação | 08 de Abril de 2016 às 01h38

A “novela” continua: depois do FBI ter conseguido burlar a segurança do iPhone 5c do atirador do Massacre de San Bernardino sem a autorização ou o auxílio da Apple, agora a notícia da vez mostra o diretor do bureau, James Comey, dizendo que o método que eles utilizaram naquele iPhone não funciona em modelos mais novos da Maçã.

“Temos uma ferramenta que funciona em uma parcela estreita de celulares”, explicou o diretor durante uma conferência sobre criptografia e vigilância realizada em uma universidade dos Estados Unidos nesta quarta-feira (06). Comey disse que essa técnica não é eficaz no iPhone 5s, tampouco nos mais recentes 6 e 6s.

Essa ferramenta seria um “IP Box”, vendido no varejo por menos de US$ 300, que é capaz de quebrar os códigos PIN de iPhones e iPads mais antigos ao se aproveitar de uma falha de segurança em aparelhos que funcionam com versões do iOS mais antigas do que a 8.1.1.

IP Box

IP Box montado tentando burlar a segurança de um iPhone (Reprodução: Divulgação)

Com a “invasão” do iPhone do terrorista, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos retirou a ação judicial que tentava obrigar a Apple a quebrar a segurança do aparelho. Mas se o governo por alguma razão reabrir o caso, ou abrir novas ocorrências contra a empresa de Cupertino solicitando burlar os parâmetros de segurança de seus aparelhos, a Apple poderá usar um recurso legal forçando a polícia a revelar qual foi a técnica utilizada, confirmando ou não a suspeita de que teriam usado o tal IP Box.

Fontes: Reuters, Apple Insider