Fábrica de baterias do Galaxy Note 7 pega fogo na China

Por Redação | 08 de Fevereiro de 2017 às 11h34
photo_camera Divulgação

A Samsung SDI, responsável por fornecer as polêmicas baterias para o Galaxy Note 7, disse que um "incêndio secundário" atingiu uma de suas fábricas no norte da China. O fogo foi rapidamente apagado.

Imagens divulgadas na plataforma Weibo mostraram nuvens de fumaça preta na região da fábrica, mas o incêndio não teve grandes proporções.

Nesta quarta-feira (08), Shin Yong-doo, um porta-voz da Samsung, disse que o incêndio não afetou a produção da fabricante, uma vez que o incidente aconteceu em um depósito de resíduos, não em uma instalação de produção. Apesar da manifestação da empresa, ainda não está claro o que causou o incêndio.

O caso é curioso, pois o Galaxy Note 7 estampou diversas manchetes graças, exatamente, ao superaquecimento de suas baterias, que chegaram a explodir e causar incêndios.

A Samsung SDI disse que investiu cerca de US$ 129 milhões para aumentar a segurança das baterias que, provavelmente, será usadas no próximo modelo de smartphone da empresa sul-coreana.

Via Bloomberg

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.