Evernote deixará de vender produtos físicos a partir desta quarta-feira (3)

Por Redação | 02 de Fevereiro de 2016 às 13h45
photo_camera Divulgação

Três anos após ser lançada, a loja de produtos físicos da Evernote será fechada, anunciou a companhia em um post no blog oficial nesta segunda-feira (1).

No entanto, os itens não ficarão indisponíveis para sempre — pelo menos por enquanto. A loja própria da empresa, a Evernote Market, continuará existindo, mas tudo o que é vendido nela agora passará a ser administrado por parceiros da marca, incluindo Adonit, Moleskine e PFU. Os consumidores também poderão encontrar os produtos da Evernote nos sites dessas entidades.

A decisão de se desfazer dessa linha de negócios é reflexo da estratégia da companhia, que deve se focar exclusivamente no aplicativo, usado principalmente na organização de notas, arquivos e reuniões. Além disso, os últimos meses foram difíceis para a empresa, que teve seu CEO de longa data, Phil Libin, substituído por Chris O'Neill, ex-executivo do Google, e viu sua força de trabalho ser reduzida em 13% no ano passado (47 funcionários, no total).

"Em última análise, o Evernote é uma empresa de software. Construir e aperfeiçoar sua experiência são os fatores nos quais vamos concentrar nossos esforços no futuro", destacou John Hoye, diretor sênior de parcerias da Evernote.

Ainda segundo Hoye, nos últimos três anos em que o Evernote comandou sua loja de produtos físicos, foram vendidos mais de 800 mil cadernos de anotação da Moleskine e 300 mil canetas Jot Script. Os preços de vários objetos não são nada convidativos: uma mochila, por exemplo, sai por US$ 242, enquanto uma carteira é vendida a US$ 100. Alguns desses itens podem ser encontrados no Brasil, mas os valores são tão salgados quanto nos Estados Unidos. Em uma rápida pesquisa, encontramos um Moleskine da Evernote à venda no site da Livraria Cultura por R$ 233,69.

"Deixaremos de vender diretamente aos consumidores, mas estes produtos integrados ao Evernote estarão disponíveis através de canais online e lojas físicas por meio de nossos parceiros", complementou Hoye.

Fonte: Business Insider via Evernote

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.