Engenheiro do Surface será responsável por todos os aparelhos da Microsoft

Por Redação | 22.07.2015 às 14:24

O primeiro efeito das mudanças gerenciais realizadas pela Microsoft em meados de junho está aparecendo apenas agora. Em mais um episódio de sua dança das cadeiras, a empresa anunciou que Panos Panay, ex-diretor da divisão Surface, passa agora a ser responsável por toda a cadeia de dispositivos “premium” da companhia.

Isso significa que, além de continuar em um posto-chave no que toca a estratégia com os tablets, o executivo passa a ser responsável também pela engenharia de praticamente todos os outros produtos da Microsoft. Isso inclui, por exemplo, a linha de celulares Lumia, os consoles da marca Xbox, as tecnologias vestíveis da série Band e o HoloLens, os óculos de realidade aumentada virtual que ainda estão em desenvolvimento.

Apesar de abraçar todo um novo rol de atribuições, a Microsoft deixa claro que suas funções se relacionam única e exclusivamente ao design e engenharia dos produtos. Panay não trabalhará com questões como orçamentos para desenvolvimento, estratégias de lançamento ou apresentações para o público.

A promoção de Panay é mais um dos reflexos da saída de Stephen Elop, ex-CEO da Nokia. Desde que a Microsoft comprou a fabricante finlandesa de celulares, o diretor permaneceu como um dos principais nomes para a estratégia de dispositivos e serviços da companhia até ter sua saída anunciada em junho, como parte de uma reorganização de estrutura interna.

Os esforços de unificação dos diversos setores da empresa sob direções singulares têm a ver com uma estratégia de integração da própria Microsoft. Cada vez mais, a empresa trabalha rumo à convergência, de forma a permitir que os usuários tenham funções similares em diversos dispositivos, sejam eles computadores, videogames ou smartphones. Esse é um dos principais pilares do Windows 10, que também deve acompanhar toda uma nova categoria de produtos.

Nesse sentido, Panay deve ser o principal responsável por garantir que os equipamentos efetivamente conversem entre si, fazendo a interface entre os diferentes setores de engenharia e garantindo que tudo seja compatível. Agora, ele passa a responder a Terry Myerson, que atende como diretor geral dos setores do Windows e também de dispositivos.

Fontes: ZDNet, The Verge