Empresa lança módulo para transformar bicicletas comuns em elétricas

Por Redação | 13 de Maio de 2016 às 09h35

Muitos transportes atuais utilizados pelo homem estão passando por uma revolução e, em breve, serão alimentados unicamente pela energia elétrica. Pensando nesse futuro, a GeoOrbital trouxe uma ideia alternativa bastante interessante para transformar qualquer bicicleta em uma bicicleta elétrica.

Após dois anos de desenvolvimento, a GeoOrbital pôs o produto no Kickstarter como forma de receber pedidos antecipados e ainda conseguir levantar um pouco mais de capital. Ao invés de uma bateria e motores que se acoplam à bicicleta, a tecnologia pode ser adicionada em qualquer bicicleta em questão de segundos. Basta encaixar o módulo na roda da frente da bicicleta para que ele funcione. O formato do módulo é triangular, o que dispensa qualquer aro para sustentar a roda.

GeoOrbital

Há pequenas rodas nas três pontas do produto, mas apenas uma é alimentada eletricamente, sendo as demais utilizadas para proporcionar estabilidade. O motor contido no módulo é de 500W e a bateria de 36V. Todos o pacote necessário para colocar o módulo para funcionar pesa cerca de 9 kg. A única peça em que o condutor da bicicleta interage é um acelerador, que vem em forma de uma pequena alavanca, que deve ser anexada ao guidão. Há também um indicador de luzes para avaliar a carga restante da bateria.

A roda garante uma velocidade máxima de 32 km/h, enquanto a bateria promete uma autonomia de 32 km ou 80 km, caso o condutor alterne entre algumas pedaladas. Mike Burtov, CEO da companhia, afirmou que todas as partes que compõem a roda da GeoOrbital são as mesmas que outras empresas utilizam para fazer uma bicicleta elétrica. A companhia apenas encontrou uma maneira de adaptá-las para que pudessem ser utilizadas em qualquer bicicleta.

A roda da GeoOrbital será vendida por cerca de US$ 900, o que pode ser considerado barato tendo em mente os valores das bicicletas elétricas atuais. Os primeiros apoiadores no Kickstarter poderão adquirir o módulo por cerca de US$ 500. A expectativa é que o produto esteja disponível no mercado dentro de no máximo seis meses.

Via The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.