Empresa chinesa quer comprar a Lexmark

Por Redação | 07 de Abril de 2016 às 11h18

Você pode até achar que ninguém imprime mais coisa nenhuma, mas aparentemente ainda há bastante valor no mercado de impressoras e serviços de imagem, a ponto de empresas asiáticas estarem de olho neste lado do mundo. Informações não-confirmadas estão indicando que a Apex Technology, uma companhia da China, estaria interessada em comprar a Lexmark, americana que é um dos principais nomes desse ramo.

A aquisição estaria sendo negociada entre as partes e envolveria todo o portfólio da companhia, com seus setores de hardware como scanners e impressoras, além dos aplicativos para a indústria da imagem. Por outro lado, para a Apex, seria uma forma de entrar com tudo no mercado ocidental e garantir uma presença maior fora da Ásia.

Os termos da possível transação não foram comentados, mas tudo indica que eles são altos. Isso porque a direção da Lexmark está pedindo garantias de que a Apex seja capaz de pagar o montante. Para isso, visitas de executivos estariam marcadas para o mês que vem, quanto, espera-se, a negociação deve ser anunciada ao público. Os chineses contariam com o apoio de bancos asiáticos norte-americanos na transação, mas a compra ainda é dada como incerta.

Não é como se a Apex Technology fosse uma novata no negócio. Porém, a companhia nunca assumiu a linha de frente no mercado de imagem, atuando como fornecedora de chips presentes nos cartuchos de tinta para fazerem a conexão entre os equipamentos e a impressora em si, passando informações como a quantidade restante de tinta e a necessidade de alinhamento, por exemplo. Agora, a empresa deseja tomar conta de toda a cadeia.

As conversas sobre uma venda também não são novidade para a Lexmark. A empresa tem um valor estimado em US$ 2 bilhões e, desde outubro, afirma estar explorando alternativas que envolvem a venda separada de seus setores ou da empresa como um todo. A dificuldade de se adaptar às mudanças do mercado e abraçar de verdade o segmento corporativo seriam dois dos principais motivos para isso.

Por enquanto, nem a Lexmark nem a Apex Technology se pronunciaram sobre a possível negociação. As fontes que revelaram toda a história também não foram identificadas e afirmam que a aquisição ainda está sendo discutida, ou seja, pode acabar não se concretizando.

Fonte: Business Insider

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!