EMC pode vender parte de seus negócios para a Dell

Por Redação | 08 de Outubro de 2015 às 11h15

A gigante de armazenamento EMC estaria interessada em vender parte de seu negócio de armazenamento de dados para a Dell, segundo informa fontes familiarizadas sobre o assunto. Ainda não está claro se a Dell já deu início a conversas significativas com a EMC sobre um possível acordo. Tal informação difere de um relatório do Wall Street Journal emitido na quarta-feira (07) que afirmava que a Dell poderia estar negociando a aquisição de toda a EMC, o que seria uma das maiores fusões da indústria tecnológica.

A EMC está procurando vender seu negócio de armazenamento de dados VNX. Embora não divulgue números relacionados a vendas de divisões específicas, fontes próximas da companhia afirmam que ela consegue US$ 3 bilhões em vendas anuais com o negócio de armazenamento de dados. Tanto a EMC como a Dell não se manifestaram sobre a possível aquisição.

Adquirir uma unidade menor da EMC seria mais lógico comercial e financeiramente para a Dell do que comprar toda a EMC, que tem um valor de mercado em torno de US$ 50 bilhões. A Dell conta com uma dívida de US$ 12 bilhões e teria que elevá-la consideravelmente para uma aquisição desse porte. Sendo assim, o negócio de armazenamento de dados VNX da EMC se encaixa melhor na mais recente estratégia da Dell para construir uma nova divisão de TI na empresa.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Em 2010, a norte-americana perdeu uma oferta de aquisição da empresa de armazenamento 3PAR para a HP, que pagou US$ 2,4 bilhões. Com isso, a fabricante de computadores adquiriu uma empresa de menor importância neste mercado, a Compellent, por US$ 960 milhões.

Embora a Dell já tenha serviços de armazenamento, a VNX permitiria a empresa atender empresas maiores. Já do lado da EMC, o armazenamento VNX não é estrategicamente atraente tendo em vista que a empresa está apostando em uma tecnologia de armazenamento diferente com memórias flash.

A EMC tem estado sob pressão de acionistas para realizar uma mudança significativa em sua atuação no mercado. A cobrança para impulsionar o preço das ações vem desde o ano passado, quando o fundo Elliott Management adquiriu uma participação de 2% na empresa e incitou o spin-off da VMware.

Desde então, a empresa tem estudado diversas opções estratégicas, como a uma aquisição da EMC pela VMware em uma transação incomum conhecida como incorporação reversa, visto que a EMC detém 80% das ações da VMware. O mercado espera um relatório trimestral no final deste mês. Caso contrário, a pressão para mudanças significativas só irá aumentar.

Fonte: Re/Code

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.