Em 2016, mais de 80% dos altos cargos da Apple eram ocupados por homens brancos

Por Redação | 10 de Novembro de 2017 às 17h14
TUDO SOBRE

Apple

De acordo com um estudo conduzido no ano passado, mas somente revelado agora, os cargos de liderança da Apple naquele ano não eram muito ocupados por pessoas de gêneros e etnias diversas, sendo que mais de 80% deles eram chefiados por homens brancos.

Entre os 107 líderes da companhia de Cupertino no ano passado, 10 eram homens asiáticos, enquanto quatro eram mulheres igualmente asiáticas, dois homens negros, somente uma era mulher e negra, e dois eram homens hispânicos. Todo o restante eram homens caucasianos, não havendo nenhuma mulher de origem hispânica ocupando altos cargos na Maçã.

As gigantes tecnológicas vêm sendo pressionadas para ampliar a diversidade de gêneros e etnias em seus cargos de liderança, mas, segundo relatos, a Apple teria rejeitado propostas de acionistas para aumentar essa diversidade em seus executivos e diretoria.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Já quanto à força de trabalho em seus escritórios globais, menos de um terço desse montante são mulheres, mas a Apple garante que 9% de seus funcionários técnicos são afro-americanos, e 13% hispânicos. Ainda assim, a empresa chefiada por Tim Cook tem se mostrado atenta quanto à questão da diversidade. Atualmente, cerca de 29% de seus líderes são mulheres, segundo a companhia.

A Apple também fez questão de afirmar que metade de todas as novas contratações de 2017 foram de grupos historicamente sub-representados no meio tecnológico, como mulheres, negros, hispânicos e nativo-americanos. Contudo, a força de trabalho da empresa segue dominada por homens brancos e asiáticos.

Essa mudança de pensamento quanto a membros de minorias sociais tendo a oportunidade de participar de cargos de liderança em grandes companhias vem sendo pauta na Apple desde maio, quando a ex-chefe de recursos humanos assumiu a função de vice-presidente de diversidade e inclusão. Para ela, "a diversidade é a experiência humana".

Fonte: USA Today

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.