Elon Musk quase vendeu a Tesla Motors para o Google em 2013

Por Redação | 20 de Abril de 2015 às 16h26
photo_camera Divulgação

Quem hoje vê o empresário sul-africano Elon Musk rindo à toa pelo sucesso da Tesla Motors, uma das mais renomadas montadoras de carros elétricos da atualidade, mal sabe que ele já passou por poucas e boas num futuro nem tão distante assim.

Em 2013 a Tesla passava por um momento para lá de difícil. Embora tivesse um bom produto à venda, a empresa não conseguia encontrar quem se interessasse por ele e falhava miseravelmente em entregar os poucos pedidos que tinha no prazo prometido para os compradores. Perto de decretar falência, um relato desta segunda-feira (20) conta que o executivo quase acionou um plano B: vender a Tesla Motors para o Google.

O momento de desespero teve seu ápice quando Musk foi até Larry Page e sugeriu que ele e o Google comprassem a fabricante de carros elétricos. Avaliada à época em US$ 6 bilhões, o executivo teria oferecido a empresa por US$ 5 bilhões. Além disso, Musk teria pedido garantia de que a Tesla continuaria funcionando por pelo menos oito anos, ou pelo menos até conseguir produzir a terceira geração de seus carros elétricos.

Page aceitou o acordo e toda a movimentação estava praticamente pronta, restando apenas alguns detalhes a serem acertados. Advogados do Google chegaram a trabalhar em toda a papelada por semanas, mas, no fim das contas, o pacto, como todos sabem, nunca chegou a ir adiante. Surpreendentemente, em março de 2013, a Tesla apresentou seu primeiro relatório financeiro trimestral da história e o resultado agradou tanto os acionistas que fez com que o valor das ações saltasse para US$ 200 cada. Com tanto dinheiro brotando do nada, o fundador e CEO da Tesla pode, finalmente, suprir a demanda pelo Model S, cuja produção enfrentava uma série de graves problemas e finalmente entregá-los aos usuários que o haviam encomendado.

Quem hoje vê os possantes veículos da Tesla Motors não imagina que no começo a empresa enfrentou vários problemas na fabricação dos automóveis. Em 2013, a alta demanda fez com que os veículos atrasassem e a empresa chegasse a considerar uma venda para o Google

Quem hoje vê os possantes veículos da Tesla Motors não imagina que no começo a empresa enfrentou vários problemas na fabricação dos automóveis. Em 2013, a alta demanda fez com que os veículos atrasassem e a empresa chegasse a considerar uma venda para o Google (Imagem: Reprodução)

Com tudo dentro dos eixos, Musk voltou a conversar com Page e disse que não levaria as negociações adiante. O resto é história e quase todo mundo conhece. Hoje, a Tesla é uma das mais respeitáveis empresas fabricantes de carros elétricos do mundo, sendo os seus modelos os mais cobiçados por quem busca por esse tipo de veículo. Elon Musk, por sua vez, é um bem-sucedido empresário cujos planos agora envolvem a exploração espacial com a SpaceX (mais uma de suas empresas), trens que ultrapassam 1.000 km/h e baterias para equipar casas inteligentes.

Fonte: Bloomberg

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.