Elon Musk decide cortar 9% da força de trabalho da Tesla

Por Patrícia Gnipper | 12 de Junho de 2018 às 18h20
photo_camera DepositPhotos
TUDO SOBRE

Tesla

Em meio a um cenário em que empresas de Wall Street estão céticas quanto às possibilidades de lucro do Model 3, Elon Musk, CEO da Tesla, decidiu cortar cerca de 9% da força de trabalho de sua montadora. Em um e-mail interno, enviado a funcionários, Musk teria dito que isso se faz necessário para que a empresa se torne rentável a ponto de atingir suas metas.

No e-mail, o CEO diz que "dado que a Tesla nunca teve um lucro anual nos quase 15 anos de existência, o lucro obviamente não é o que nos motiva". Segundo Musk, o que motiva a Tesla é sua missão de acelerar a transição do mundo para energia limpa e sustentável. "Mas nunca conseguiremos essa missão a menos que acabemos demonstrando que podemos ser lucrativamente rentáveis", conclui. 

Nos últimos três anos, a Tesla tem sofrido alguns baques. Em 2017, a empresa perdeu quase US$ 2 bilhões, sendo que já havia perdido US$ 675 milhões em 2016 e US$ 889 milhões no ano anterior. Mas, em abril deste ano, Musk previu que a montadora seria, enfim, lucrativa, no segundo semestre de 2018. Talvez o corte de funcionários seja, de fato, o que a empresa precisa para atingir este objetivo, infelizmente.



Fonte: CNBC

Participe do nosso grupo de ofertas no Facebook e tenha acesso aos melhores descontos e cupons para você garantir sempre o menor preço em suas compras online.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.