Divisão mobile da LG reduz perdas e vê futuro positivo

Por Redação | 27.04.2017 às 09:39

A LG anunciou, em seus resultados financeiros relacionados ao primeiro trimestre de 2017, que finalmente está conseguindo reverter a sucessão de perdas pela qual sua divisão móvel vem sendo acometida ao longo dos últimos dois anos. Entre janeiro e março deste ano, a companhia obteve perdas de apenas US$ 176 mil, suficientes para que acionistas e executivos já pudessem respirar um pouco mais aliviados.

A performance melhor no segmento de smartphones antecipa a chegada do novo topo de linha da marca, o G6, que foi lançado no início deste mês. Enquanto isso, reajustes no preço do G5, principal oferta da marca na atualidade, bem como uma boa lista de dispositivos de médio e baixo padrão que agradaram aos mercados emergentes levaram ao resultado, visto como positivo por executivos e pelo mercado.

Agora, a ideia é que o “azul” está bem próximo e pode ser obtido já no atual trimestre, na onda das análises que colocam o LG G6 como uma alternativa melhor e mais barata ao Samsung Galaxy S8, por exemplo. As pré-vendas do modelo, segundo a companhia, já teriam mostrado seu reflexo no relatório atual. A tendência é que, com a chegada do dispositivo às prateleiras, os números só aumentem.

Quando se fala de forma geral sobre a LG, entretanto, o panorama é bem diferente da visão de que pequenas perdas são um resultado positivo. O conglomerado registrou no primeiro trimestre de 2017 um dos melhores resultados dos últimos oito anos, com um aumento de 82% nos lucros e ótimo desempenho do segmento de produtos para casa.

Foram US$ 811 milhões em lucros no período e um faturamento total de US$ 12,7 bilhões, que representa um aumento de quase 10% em relação ao total registrado nos primeiros três meses do ano passado. O grande destaque foram os televisores, principalmente os de resolução 4K, enquanto a performance de produtos como purificadores de ar, lavadoras e refrigeradores também foram citados como responsáveis pelo resultado, com grande desempenho tanto em casa, na Coreia do Sul, quanto no restante da Ásia e América Latina.

A LG também aponta os esforços de reorganização interna como um motor para os resultados positivos, enquanto investimentos na pesquisa e desenvolvimento de novos produtos continuarão representando um desafio a ser vencido por vendas e posicionamento de mercado. De maneira geral, entretanto, o panorama é positivo.

Fonte: Korea Herald