Diversidade no alto escalão da Apple não mudou muito em um ano

Por Redação | 22 de Novembro de 2016 às 17h27

Nos últimos anos, as empresas de tecnologia têm se comprometido a levar a sério o conceito de diversidade. No entanto, apesar de muitos discursos favoráveis ao tema, pouca ação tem sido vista. A Apple, por exemplo, ainda mantém uma liderança predominantemente branca e do sexo masculino.

O site Recode resgatou um documento enviado pela empresa da Maçã à Comissão de Oportunidades Iguais de Emprego dos Estados Unidos (EEOC, da sigla em inglês) em 2015, e os comparou com dados divulgados nesta segunda-feira (21). O que notamos é que a diversidade entre os executivos permanece praticamente inalterada desde então.

Atualmente, apenas 20 dos 107 executivos de alto escalão da fabricante de iPhones são mulheres, enquanto apenas cinco delas são oriundas de grupos minoritários (definidos como negros, hispânicos e latinos, indígenas ou havaianos). Outros 14 executivos são asiáticos, enquanto os 88 restantes são brancos.

Os dados apresentados pela Apple nesta semana fazem parte de um documento que as empresas devem apresentar à EEOC. No entanto, a Maçã disse que estes números não refletem a forma como a própria empresa mede o seu progresso em relação à diversidade nos seus escritórios.

Em agosto, a Apple divulgou números públicos que indicavam que 32% da sua força de trabalho era do sexo feminino, enquanto 22% dos empregados eram de minorias sub-representadas. Os números em questão apresentaram um ligeiro aumento em relação à 2015.

Fonte: Recode

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!