Distribuidora Officer apresenta prejuízo e entra em concordata

Por Redação | 21 de Outubro de 2015 às 08h27
photo_camera Foto: Reprodução

Considerada uma das maiores distribuidoras nacionais de produtos para informática, a Officer anunciou que entrou em concordata nesta segunda-feira (19) depois de oficializar um pedido de recuperação judicial.

A companhia apresentou um endividamento líquido de R$ 148,3 milhões no final do primeiro semestre de 2015, tendo um prejuízo acumulado de R$ 21 milhões neste período. A Officer também anunciou um faturamento na casa dos R$ 570 milhões, valor abaixo dos R$ 1,5 bilhão esperados pela companhia para este ano.

A controladora da Officer, Ideiasnet, afirma que os resultados surgiram devido ao agravamento da crise econômica pela qual o país vem passando, ao atraso no recebimento de faturas e a dificuldade no estabelecimento de políticas razoáveis de financiamento aos clientes.

"Não obstante os esforços dos acionistas e da administração na negociação com credores e redução de suas dívidas, o pedido de recuperação judicial configurou-se como a alternativa mais adequada diante da situação econômico-financeira da Officer", diz nota do Ideiasnet.

A distribuidora esteve empregando novas medidas desde o ano passado para mudar a política interna e buscar outras fontes de faturamento, enxugando a estrutura interna da companhia, além de reduzir o quadro de funcionários, renegociar com fornecedores e reestruturar a sua dívida bancária. Também foi colocado em prática o plano de vender softwares pelo modelo cloud, fazendo com que ele respondesse por 50% das vendas.

No primeiro semestre, a Ideiasnet ainda realizou um aumento de capital de R$ 48,7 milhões na 5225 Participações, destinando os recursos para quitar as dívidas bancárias da Officer, que responde por 84% do faturamento da Ideiasnet, de acordo com o relatório de resultados do primeiro semestre.

Dados divulgados em outubro do ano passado mostram que a Officer obteve uma receita de R$ 894,5 milhões entre os meses de janeiro a setembro, sendo um recuo de 9,1% sobre o mesmo período de 2013. A saída de Ronaldo Miranda, ex-CEO, também contribuiu para o declínio da companhia. A concorrência também foi um problema com a chegada das distribuidoras ScanSource, Westcon e Arrow, que contratou Miranda e comprou a CNT Brasil no ano passado.

A Officer conta com 12 mil revendas parceiras e possui centros de distribuição em São Paulo, Paraná e Espírito Santo, além de escritórios regionais em Porto Alegre, Belo Horizonte e São Paulo. Na lista de parceiros da companhia estão a APC, Apple, CA, Cisco, Corel, EMC, HP, IBM, Intel, Iomega, Kingston, Lenovo, Lexmark, LG, Linksys, Mega, Memowise, McAfee, Microsoft, Motorola, Oracle, Seagate, Smart Modular Technologies, Sony, Symantec, Totvs e VMware.

Fonte: Baguete

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.