Desenvolvedor de Game of War é preso por roubar segredos da empresa

Por Redação | 27.08.2015 às 09:04

Você pode nunca ter jogado o título mobile Game of War, mas com certeza já foi atingido pela maciça campanha de marketing com a modelo Kate Upton feita para o game. E agora o título e sua desenvolvedora, a Machine Zone, estão envolvidos em uma história digna de filmes policiais, quando um de seus funcionários foi preso ao tentar fugir para Pequim, na China, de posse de segredos da companhia.

De acordo com as informações das autoridades, o desenvolvedor Jing Zeng foi capturado pelo FBI nesta semana de posse de uma série de arquivos confidenciais da produtora. Ele já estava no aeroporto e tentava embarcar para a capital chinesa, de onde continuaria sua campanha de extorsão e chantagem contra sua antiga empregadora.

A história, na verdade, começa em 2014, quando Zeng foi contratado pela Machine Zone. Ele se dizia infeliz com o trabalho e, meses depois, teve um pedido de mudança de time negado por seus superiores, o que apenas aumentou sua insatisfação. Teria sido aí que ele começou a baixar informações da rede interna da empresa, de forma a obter um acerto maior na hora em que pedisse demissão.

De acordo com a Machine Zone, os dados baixados por Zeng não envolvem informações pessoais nem bancários dos usuários de Game of War, mas segredos internos do funcionamento do game. Seriam, por exemplo, métricas sobre o comportamento dos jogadores, os itens mais comprados, tempo gasto no mundo do game e coisas do tipo, o que poderia representar uma vantagem estratégia para a concorrência.

Isso é principalmente verdade quando se leva em conta que o título foi um dos mais lucrativos do mercado mobile em 2014, chegando a acumular dinheiro a uma média de US$ 1 milhão por dia em microtransações. Lançado em 2013, o jogo de estratégia é gratuito, mas tem sua monetização baseada na venda de itens, energia e outros recursos para acelerar ou facilitar o progresso do usuário.

Essa é a segunda vez que a Machine Games se vê em casos envolvendo roubo de segredos comerciais apenas neste mês. Na última semana, a desenvolvedora iniciou um processo contra a Kabam, outra produtora de games mobile, pelo vazamento de um relatório financeiro que continha dados de faturamento e performance de Game of War.

Fontes: The Wall Street Journal, The Verge, Gamasutra