Dell e EMC concluem fusão, virando Dell Technologies

Por Redação | 07.09.2016 às 16:30
photo_camera Divulgação

A Dell informou nessa quarta-feira (07) que completou a aquisição da EMC Corp., a maior operação do tipo da história. A nova companhia, que se chamará Dell Technologies, tem o objetivo de se tornar uma solução completa para todas as necessidades de tecnologia da informação para o setor empresarial. A companhia empregará cerca de 140 000 funcionários em todo o mundo e manterá suas operações em Hopkinton, Massachusetts, sede da antiga EMC. Com receitas estimadas em US$74 bilhões, a Dell Technologies será a maior empresa de tecnologia do mundo.

"Com a cadeia de suprimentos que temos e com a nossa forte presença no mercado de grande escala, sentimos que estamos muito bem posicionados nas duas formas possíveis, nas novas áreas de tecnologia que estão surgindo, e naquelas já consolidadas no mercado", disse em entrevista o CEO da nova empresa, Michael Dell. Enquanto o mercado de tecnologia de informação empresarial migra para novas tecnologias e serviços na nuvem, Dell afirmou que antecipa a consolidação no mercado de servidores convencionais e hardware de armazenamento. "Sabemos como ganhar na consolidação ", disse ele , acrescentando: " nós provamos isso e vamos provar isso novamente". Michel ainda afirmou que a Dell Technologies terá toda liberdade para investir em novas tecnologias, como a Internet das Coisas (IoT), a evolução da computação na nuvem, segurança da informação e análises preditivas.

Dell Emc

(O site da empresa já está no ar)

O negócio, anunciado no dia 12 de outubro do ano passado, levou quase 11 meses para ser concretizado. A Dell e sua parceira de investimentos, Silver Lake, levantaram mais de US$40 bilhões, juntamente com mais US$5 bilhões que a Dell conseguiu vendendo suas divisões de serviços e negócios de TI e de software. A fusão foi extremamente complexa. A Dell adquiriu não somente a EMC, mas também um grupo enorme de subsidiárias integrais e parcialmente detidas. Entre elas, a empresa se segurança RSA Security LLC, a companhia de desenvolvimento de software Pivotal Software Inc e a Virtustream, empresa de soluções na nuvem e vendedora do popular software de virtualização VMware.

A união da Dell com a EMC é uma resposta a uma queda geral nas vendas e participação de mercado nas atividade principais das duas empresas, à medida que a tecnologia migra para os dispositivos móveis e vão em direção a hardware de baixa margem de lucro, como servidores e discos de armazenamento utilizados em computação na nuvem. As vendas de PC´s caíram 9,% em 2013, 10,4% em 2015, e espera-se mais uma queda de 7,3% ao final desse ano, alcançando US$161 bilhões em vendas. O mercado de servidores, equipamentos de armazenamento e de rede, avaliado em US$64 bilhões, está em queda desde 2014, e para os próximos 4 anos, projeta-se uma queda de 1,4% a cada ano.

A fusão das companhias dá uma oportunidade de ambas ganharem alguma vantagem na complementação de suas forças no mercado. A Dell, que ocupa a terceira posição no ranking internacional de venda de PC´s, tem apelado para companhias de médio e pequeno porte para adquirir seus dispositivos. Já a EMC, é a número 1 em armazenamento de dados, tendo como clientes diversas grandes empresas. Juntas, teoricamente, as duas poderão vender muito mais produtos da Dell e conseguir mais clientes para a EMC.

Via: TheWallStreetJournal