Dell compra EMC por US$ 67 bi; fusão gerará empresa chamada Dell Technologies

Por Redação | 19.07.2016 às 21:18

Nesta terça-feira (19), os acionistas da EMC aprovaram a venda da companhia para a Dell por US$ 67 bilhões. A transação será a maior da história no setor de tecnologia, e a venda foi aprovada por 98% dos acionistas da empresa.

A nova companhia se chamará Dell Technologies, que terá receita combinada de aproximadamente US$ 74 bilhões e operará como uma one-stop shop de TI (um tipo de serviço onde o cliente pode adquirir tudo o que precisa de uma só vez), com um portfolio de produtos e serviços complementares incluindo computadores pessoais, servidores, sistemas de armazenamento e equipamentos de rede.

Joe Tucci, presidente executivo da EMC, disse que “o conselho de administração avaliou várias opções e decidiu que a fusão com a Dell terá efeito positivo”. Agora, para que o negócio seja de fato concretizado será necessária a provação regulatória da China. A operação é bastante completa, tanto do ponto de vista financeiro quanto operacional, já que a Dell acabará adquirindo além da EMC todas as outras empresas que fazem parte da “estratégia de federação” da companhia, o que inclui a VMaware, Pivotal, VCE, RSA e também a Virtustream – subsidiárias integrais ou empresas em que a EMC tem alguma participação.

Como a Dell é uma empresa de capital fechado e algumas das empresas que entrarão no “pacote” da compra da EMC têm capital aberto (como a VMware, por exemplo), após a concretização do negócio a Dell precisará divulgar balanços financeiros a cada três meses. Além disso, a Dell Technologies terá que administrar um extenso portfolio de produtos e serviços, uma vez que herdará toda a linha de software de data center da VMware, todos os serviços, softwares e soluções da Pivotal, a infraestrutura convergente da VCE, as soluções de segurança da RSA e as soluções de computação em nuvem da Virtustream. Tudo isso atualmente é controlado pela EMC, e passará para a responsabilidade da nova companhia após a fusão.

A Dell assumirá quase US$ 50 bilhões em dívidas com a aquisição da EMC, e uma das medidas que a companhia adotou para amortizar parte desse montante foi vender sua divisão de serviços Perot Systems para a NTT Data. A negociação foi fechada em aproximadamente US$ 3 bilhões. Posteriormente, a Dell deverá abrir o capital da SecureWorks por meio de uma oferta pública inicial de ações (IPO) que foi realizada em abril.

Fonte: Bloomberg; Com informações de: TI Inside