Computex 2015: processadores Skylake da Intel devem chegar ainda neste ano

Por Redação | 02.06.2015 às 10:01

No mesmo dia em que anunciou uma nova geração de chips Broadwell, com maior capacidade gráfica e desempenho, a Intel também quis demonstrar que já está indo adiante. No palco da Computex, feira de tecnologia que acontece nesta semana em Taiwan, na Ásia, o assunto também foi uma geração completamente inédita de processadores, os Skylake, que devem chegar às prateleiras no final deste ano.

Sobre eles, porém, pouco foi mostrado, mas a Intel deu uma ideia do que será possível fazer. Sem comentar sobre clocks, modelos ou especificidades dos chips, a fabricante preferiu investir na exibição de conceitos do que pode ser feito com a nova arquitetura e deixou claro que a grande tônica deve ser o mundo dos computadores conversíveis, capazes de fazer as vezes de tablet e notebook.

O primeiro conceito mostrado digitalmente foi o Panther Mountain, um PC 2-em1 com tela de 13 polegadas e que já usaria, exclusivamente, conexões USB do tipo C. Com apenas 7,8 mm de espessura, o ultrabook teria câmera 3D RealSense da própria Intel e poderia funcionar de forma independente, por meio da tela sensível ao toque, ou ter um teclado acoplado à sua parte de baixo, para quem quiser trabalhar de maneira mais tradicional.

Já o segundo modelo de referência, o Star Brook, é mais parecido com o que estamos acostumados hoje em dia. Com apenas 10 mm de espessura, o dispositivo é capaz de exibir imagens em resolução 4K e poderia ser focado até mesmo nos gamers. Outros destaques são a ausência de coolers para resfriamento e o uso de uma base avulsa para deixá-lo em pé quando utilizado em modo tablet.

Os aparelhos, claro, jamais chegarão ao mercado e servem apenas para que a Intel mostre o que seus novos processadores são capazes de fazer. A ideia, aqui, parece ser versatilidade e otimização de recursos, com chips ainda menores que os existentes na atualidade, sendo capazes de fazer mais utilizando menos energia e sem esquentar o conjunto como um todo.

No passado, a Intel já havia afirmado que a geração Skylake de processadores é um de seus avanços mais significativos nos últimos dez anos justamente por causa de tais aspectos. Como a empresa não confirmou informações mais detalhadas sobre os chips, porém, muitos dos rumores sobre a nova família ainda não puderam ser confirmados.

Uma das principais informações vazadas antes da revelação dos chips é que a fabricante estaria disposta a entregar processadores com poder de processamento o bastante para rodar alguns dos principais jogos do mercado, abraçando os jogadores casuais que nem sempre são o foco dessa indústria. Mesmo nas configurações médias, você poderá rodar alguns títulos mais recentes no notebook, mesmo que ele não tenha uma placa de vídeo.

De restante, o que temos de vazamentos é uma continuidade dos trabalhos feitos hoje em dia. A linha Skylake deve chegar em três versões – i3, i5 e i7, como os processadores de hoje –, mas tais lançamentos acontecerão em sucessão. Quatro modelos seriam lançados ainda neste ano, enquanto uma segunda rodada de chips estaria nas lojas no fim do primeiro trimestre do ano que vem.

Mas aí, porém, é apenas especulação. A Intel falou apenas por cima em uma data de lançamento e disse que pretende comentar mais sobre a família Skylake em agosto, quando realiza seu fórum anual de desenvolvedores.

Fonte: Digital Trends