Compra do Yahoo pela Verizon deve acontecer nos próximos dias

Por Redação | 22.07.2016 às 15:55

A novela da venda do Yahoo para a Verizon pode estar perto do fim. É o que afirmam fontes ligadas ao negócio, que revelaram que a aquisição pode ser concluída já na próxima semana, com a empresa de internet já estando em fase de finalização do acordo com a operadora, em um negócio que teria um valor estimado superior aos US$ 3 bilhões.

Nada foi confirmado, e o andamento da aquisição poderia até mudar de repente, mas tanto especialistas de mercado quanto as fontes que vazaram a informação afirmam que a Verizon é a compradora mais provável para o Yahoo. Ela já havia se mostrado interessada no negócio antes mesmo de sua abertura oficial, quando a CEO Marissa Mayer ainda tentava reerguer a companhia com suas próprias armas, enquanto sofria a pressão de um grupo de acionistas pela venda.

Entretanto, ainda existem pontos a serem discutidos, principalmente, a noção de que a Verizon estaria interessada apenas nos negócios de internet do Yahoo – o que envolve também seus serviços de publicidade e vídeo por streaming. Outros investimentos, como os imóveis possuídos pela companhia de internet ou as patentes de tecnologia registradas, podem acabar ficando de fora, em um desfecho que não seria interessante para diretores e acionistas mais antigos da companhia. Sozinhos, eles não teriam tanto valor, e acabariam se transformando em elefantes brancos.

Já para a Verizon, a ideia é justamente intensificar sua presença na internet, trazendo mais dados, usuários e oportunidades para uma plataforma de publicidade que já existe na AOL, também adquirida há alguns anos pela operadora. Com a compra do Yahoo, a intenção é criar uma plataforma de marketing que poderia fazer frente a nomes como Facebook e Google, algo que nenhuma das empresas jamais seria capaz de atingir sozinhas.

Se o valor a ser pago soou baixo demais para o Yahoo, é sempre importante citar que, aqui, estamos falando apenas das operações de internet da empresa, sem contar, por exemplo, a grande fatia que ela possui no Alibaba, o gigante do e-commerce chinês. Na soma de todas as suas atividades, a companhia teria um valor de mercado em torno dos US$ 37 bilhões, mas analistas discordam quanto à avaliação do segmento online, variando entre otimistas US$ 5 bilhões até os cerca de US$ 3 bilhões que podem ser pagos pela Verizon.

A compra somente do segmento de internet, então, significaria que todas essas operações seriam separadas de sua estrutura central. As mais de três mil patentes registradas, por exemplo, já teriam sido divididas sob uma subsidiária chamada Excalibur, e o Yahoo já teria até mesmo contratado um banco para realizar sua negociação separadamente. Enquanto isso, a intenção de criar uma holding para lidar apenas com as ações do Alibaba caiu por terra diante da alta carga tributária envolvida em um negócio desse tipo, e a dificuldade de se trabalhar com o governo.

O rumor já elevou os ânimos do mercado. Nesta sexta-feira (22), as ações do Yahoo tiveram alta de 1,18%, enquanto as da Verizon tiveram ganho semelhante, de 1,3%. A empresa de internet, entretanto, não comentou sobre os rumores, afirmando que o silêncio é necessário para manter a integridade do processo de negociação.

Fonte: The Wall Street Journal