Como você NÃO deve agir na hora de fazer networking

Por Andressa Neves

Ter uma rede de contatos ampla é de extremo valor, principalmente quando se pensa em sucesso profissional. Porém, lidar com os eventos e formar uma rede sólida nem sempre é uma tarefa confortável. De acordo com David Slayden, diretor executivo do BDW, essa é uma prática que, apesar de não ser fácil, pode acabar se tornando bastante simples.

Pensando em ajudar quem tem dificuldade de estabelecer networking, o executivo elaborou um pequeno guia sobre como agir nesse momento de interação. Na busca de aperfeiçoar a prática, a ideia é que você aprenda a identificar comportamentos que não são produtivos ou funcionais e passe a tornar a prática de criar vínculos profissionais em algo genuíno.

1. Ouça mais, fale menos

Apesar de parecer não fazer sentido quando se trata de estabelecer parcerias, essa é uma estratégia bastante eficaz. Quando alguém se coloca na posição de ouvinte, é possível observar e aprender sobre o que o outro está falando. Essa atitude, mesmo parecendo passiva, cultiva e mostra o seu interesse no assunto e na pessoa, o que pode render bons frutos.

2. Não tente controlar a conversa

O momento de criar contatos pode despertar grande ansiedade, e a necessidade de falar sobre o seu negócio e suas ideias pode acabar prejudicando o estabelecimento de vínculos. Slayden propõe que é importante deixar a conversa seguir o seu curso natural, e não tentar retomar o assunto inicial de seu interesse. Essa atitude permite que uma relação de proximidade seja criada, o que é bastante benéfico.

3. Venda a sua ideia de forma genuína

É claro que para ser um empreendedor bem-sucedido é preciso saber vender, mas há formas de fazer isso. Deve-se falar sobre o seu negócio com humildade e entusiasmo. O momento de fazer rede é uma excelente oportunidade de parar de racionalizar e falar sobre suas ideias com o coração. A verdade emocional é muito mais lembrada do que a racional, então vale levar essa dica em consideração.

4. Não se lamente

Quando os negócios não vão bem, é comum que as pessoas acabem assumindo uma posição vitimista diante dos fatos. E esse lembrete, conforme os conselhos do executivo, serve para que você pare de reclamar e de culpar as condições para as dificuldades enfrentadas. O importante aqui é ser realista, e não fatalista. Assim, assumir um posicionamento de responsabilidade e de reconhecimento sobre o que está acontecendo são as melhores alternativas.

5. Não seja "puxa saco"

Essa é uma das práticas mais comuns. Quem nunca fez isso? O problema é que essa atitude não é positiva para nenhum dos dois lados, já que não soa como verdadeira. Networking trata de desenvolver relações funcionais e duradouras, e, para que isso seja possível, é essencial que elas sejam construídas e baseadas na honestidade.

Se você tem outras dicas sobre o assunto, deixe aqui nos comentários.

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!