Com tela 4K e nova configuração, Apple anuncia o novo iMac de 21,5 polegadas

Por Redação | 13.10.2015 às 11:24

Depois de muito mistério, a Apple finalmente anunciou o novo modelo de seu iMac de 21,5 polegadas. Confirmando os rumores que há tempos víamos circulando por aí, a empresa de Cupertino cedeu à pressão e trouxe a tão esperada resolução 4K ao seu dispositivo.

Como era de se esperar, a tela é mesmo o grande atrativo do novo iMac. Além de contar com um salto de qualidade mais do que satisfatório, abandonando o velho 1080p para abraçar o Ultra HD, o computador conta também com um display capaz de trazer cores muito mais vivas. De acordo com a Apple, a tela consegue mostrar 25% mais cores que sua antecessora, o que faz dela a novidade ideal para quem trabalha com artes visuais.

Como a própria fabricante destaca, essa tecnologia faz com que as cores sejam exibidas de maneira muito mais vibrante e precisa. A ideia é unir essa característica com a resolução 4K para causar um belo impacto no público, seja na hora de ver um vídeo, uma foto ou mesmo de trabalhar com imagens. Se os produtos da Apple sempre foram a paixão dos designers e publicitários, o novo iMac vem para reforçar isso mais do que nunca.

iMac 4K

Além disso, a Maçã revelou que essa tecnologia de destaque de cores apresentada no modelo de 21,5 polegadas vai ser utilizada em outros de seus aparelhos. É o caso do iMac 5K de 27 polegadas.

Só que as novidades não se limitam apenas a isso. Embora a definição da imagem seja mesmo o principal atrativo, a Apple apostou em várias outras melhorias em relação à geração passada de iMacs. Isso representa um processador mais rápido, mais memória RAM e um potencial gráfico bem mais poderoso.

Ele conta com um processador Intel Broadwell que, embora não seja mais nenhuma novidade, representa um salto significativo em relação à geração anterior de iMacs. Como o site The Verge aponta, a hipótese de não vermos o chip Skylake nesse anúncio da Apple é porque ele ainda não conta com suporte à tecnologia Iris Pro.

De qualquer forma, o Broadwell de 3,1 GHz quad-core i5 já é um avanço e tanto em relação ao processador usado anteriormente. Apenas para ter uma ideia, os modelos anteriores do computador tinham somente dois núcleos de 1,6 GHz num Core i5.

Já em termos de memória, o salto é semelhante. Ele deixa de trazer 8 GB de 1.600 MHz LPDDR3 e parte para 8 GB de 1.867 GHz LPDDR3. Isso significa que, embora não tenha mais RAM em valores absolutos, o total usado é muito mais rápido. Além disso, o novo iMac permite a expansão para até 16 GB de RAM.

iMac 4K

Na parte visual, por outro lado, ele quase não mudou. O design permanece praticamente o mesmo, com apenas uma ou outra alteração menor. Como dito, o foco aqui foi mexer na tela e na parte interna do iMac, não em seu exterior.

Segundo a Apple, o novo computador custa a partir de US$ 1.499 — cerca de R$ 5,7 mil na cotação atual —, ou seja, um pouco a mais do que os US$ 1.099 de seu antecessor. Os interessados já podem comprar os seus no site oficial da empresa. Nos Estados Unidos, é claro, já que nada foi dito sobre sua eventual chegada ao Brasil.

Via: The Verge