Com pedidos gigantes, Apple estaria dificultando a vida de fabricantes chineses

Por Redação | 04 de Maio de 2015 às 12h52

Parece que o recorde de vendas e a gigantesca demanda de consumidores pelo iPhone 6 está incomodando a concorrência não apenas nas prateleiras, mas também antes mesmo de os celulares chegarem às lojas. De acordo com novos rumores oriundos do mercado chinês, os pedidos enormes, principalmente de sensores de câmera, estariam dificultando a vida de fornecedoras chinesas, em especial a Sony, que não apenas estariam tendo dificuldades em entregar o acordado com a Maçã, mas também com outras companhias.

A empresa japonesa, por exemplo, teria dividido suas unidades de produção em dois sistemas: um dedicado apenas ao iPhone 6C, aparelho de “baixo custo” que deve chegar às lojas no final deste ano, e o outro voltado para todas as outras companhias. É uma alternativa que não agradou a ninguém, já que assim, ela não consegue dar conta de nenhuma das duas demandas, apesar de estar trabalhando em sua capacidade máxima.

Os pedidos enormes também estariam entrando no caminho da Huawei, por exemplo, que será capaz de produzir apenas metade do que era planejado originalmente. Ela contava com a Sony para a produção de sensores para as câmeras digitais de seus aparelhos vindouros. Em outros casos, como o da ZTE ou da Coolpad, por exemplo, a diminuição na oferta seria ainda maior e poderia chegar a apenas 10% do total acordado inicialmente.

Enquanto isso, fabricantes maiores começam a se voltar a outras fornecedoras. Empresas como a HTC, por exemplo, teriam se voltado à Toshiba para produção das câmeras que estarão no smartphone M9, enquanto outros nomes, como Samsung e OmniVision, também estariam recebendo pedidos semelhantes. E a culpada, em todos esses casos, seria a Apple e sua voracidade para chegar o mais rápido possível a todos os mercados. Para isso, ela precisa de aparelhos... e o resto da história você já consegue imaginar.

A priorização que estaria sendo aplicada pela Sony e outras fornecedoras do setor estaria causando mal-estar entre as empresas do mundo mobile. De acordo com as conversas de bastidores, reveladas pela empresa de análises de mercado Pan Jiutang, nenhuma companhia do ramo seria capaz de realizar pedidos tão gigantescos quanto os da Apple, acompanhados de contratos que mais do que compensam essa preferência.

Para alguns executivos, essa seria mais uma prática de mercado ofensiva da companhia, que trabalha não apenas para chamar a atenção para seus produtos nas prateleiras, mas também para dificultar a chegada da concorrência ao mercado. Se a pendenga vai se transformar em processos na justiça, não se sabe, já que nenhuma das empresas envolvidas se pronunciou oficialmente sobre o caso. Questões relacionadas à fabricação de aparelhos, normalmente, acabam caindo apenas no campo do rumor e dificilmente são confirmadas.

Mas, para analistas, a ideia de que um caso como esse possa ser levado aos tribunais parece improvável. Afinal de contas, a Apple está realizando pedidos de acordo com a demanda que enxerga por meio de seus clientes e, sendo assim, deseja entregar nas lojas. O principal efeito, no fim das contas, deve ser uma larga expansão das fábricas em solo chinês, mas esse é um processo que deve levar alguns anos para ser concluído e, até lá, com certeza mais problemas desse tipo deverão acontecer.

E esse iPhone 6C?

As informações vindas da China também dão mais força para outro rumor que vem ganhando tração nas últimas semanas. Para a nova geração de iPhones, a Apple estaria, mais uma vez, disposta a investir na mesma mecânica recente, trazendo o modelo c como uma possibilidade mais barata para quem não quer pagar muito por seus smartphones, mas ainda assim, deseja utilizar produtos da Maçã.

Ficam dúvidas, porém, quanto ao outro lado dessa moeda. Será que veremos mais duas versões do iPhone 6, o 6S e o 6S Plus, com tela maior e melhorias no hardware? Sobre esse aspecto, os boatos ainda são fracos, mas na medida em que tais aparelhos começam a ganhar forma e saírem das linhas de montagem da China, não deve demorar para que mais informações e imagens comecem a aparecer. Como sempre, a chegada dos aparelhos está prevista para o fim do ano.

Fontes: GSMDome, Phone Arena

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.