Com configuração poderosa, Xiaomi Mi 6 é finalmente anunciado

Por Redação | 19.04.2017 às 08:19

O mistério finalmente acabou. Depois de meses de especulações e vazamentos, a Xiaomi decidiu acabar com todas as dúvidas que ainda pairavam em torno do Mi 6, seu novo smartphone. E o anúncio oficial, realizado na madrugada desta quarta-feira (19), confirmou basicamente tudo aquilo que a gente já esperava, revelando um aparelho equipado com uma configuração bastante poderosa e realmente capaz de rivalizar com alguns dos dispositivos mais badalados do mercado, como o Samsung Galaxy S8. Tudo isso, é claro, com aquele preço que sempre foi o diferencial da fabricante chinesa.

O principal destaque está mesmo em suas especificações técnicas. Assim como os rumores já apontavam, o Xiaomi Mi 6 traz mesmo um processador Snapdragon 835 de oito núcleos com apenas 10 nanômetros. Além disso, o smartphone possui 6 GB de RAM, o que o torna ainda mais poderoso que o novo Galaxy, por exemplo. Ele traz novamente a câmera dupla de 12 megapixels na parte traseira, o que permite ângulos mais variados na hora de tirar uma foto. Isso significa que você pode desde fazer imagens mais abertas graças à câmera grande angular até usar o zoom óptico para focar em objetos mais distantes. E tudo isso com estabilização de imagem e efeitos de profundidade de campo.

Outro ponto é que a fabricante confirmou que o Mi 6 estará disponível em duas versões: uma com 64 GB e outra com 128 GB de armazenamento interno. Ele conta também com uma GPU Adreno 540 e bateria de 3.350 mAh, o que deve mantê-lo por um bom tempo longe da tomada.

Já em relação ao design, a Xiaomi trouxe algumas alterações em relação ao aparelho anterior, o Mi 5. Desta vez, por exemplo, o smartphone conta com laterais arredondadas, o que aproxima seu visual daquilo que já tínhamos visto no iPhone 7, por exemplo. Ele utiliza um chassi de vidro, o que garante um belíssimo acabamento. E, contrariando a grande tendência do mercado, o Mi 6 ainda traz as bordas da tela de 5,15 polegadas, embora elas sejam bem diminutas em relação à parte frontal do aparelho. Além disso, o botão Home também continua presente.

Novo design aproxima o Xiaomi Mi 6 do iPhone 7, principalmente com as bordas arredondadas

Porém, o que realmente chama a atenção é o seu preço. Conforme revelado pela Xiaomi, o smartphone chega às lojas custando a partir de US$ 360 em seu modelo de entrada — cerca de R$ 1.120 na cotação atual. Apenas em termos de comparação, esse preço é metade do valor cobrado por um iPhone 7 na China. Já o modelo de 128 GB sai um pouco mais caro, por US$ 420 (R$ 1.300).

Além disso, a fabricante revelou uma edição especial do Mi 6, batizada de Ceramic Edition. Como o próprio nome sugere, o modelo traz um acabamento em porcelana que deixa tudo ainda mais bonito e cheio de estilo. Sem grandes alterações no hardware, essa edição chegará às lojas chinesas pelo equivalente a US$ 435 (R$ 1.354).

E, como você já deve estar cansado de saber, não há qualquer previsão para que esse pequeno colosso de bolso chegue ao Ocidente, já que a Xiaomi cortou sua participação por aqui. De qualquer forma, vale a pena ficar de olho em importadoras ou mesmo no desempenho do smartphone no mercado chinês. Afinal, podemos sonhar que bons resultados em seu país de origem inspirem a fabricante a desbravar novos mercados mais uma vez.

Via: Xiaomi Today, MacRumors