Microsoft quer mais inteligência em seus softwares com a aquisição da Geene

Por Redação | 22 de Agosto de 2016 às 19h24

A Microsoft finalizou na terça-feira passada a aquisição da empresa Geene, startup que fornece um assistente virtual para agendamento de compromissos. O negócio vai levar a equipe da Geene para o portfólio da Microsoft e colocá-la para desenvolver uma maior inteligência ao Office 365. Os serviços da startup permitem aos usuários usufruir de um assistente inteligente que consegue interpretar frases como “agendar almoço em tal restaurante sexta-feira” e transformá-las em evento no calendário.

A aquisição da Geene é parte da estratégia da Microsoft de construir um software inteligente e de oferecer serviços baseados em inteligência artificial (AI) em seus softwares. A empresa esteve focada nessa área durante todo tempo que o seu CEO Satya Nadella esteve no comando, com funções como Office Delve, que encontra documentos compartilhados entre pessoas da organização relevantes para o usuário, e o Focused Inbox no Outlook, que filtra e-mails importantes e separa-os em uma aba exclusiva sem interferir na experiência do usuário.

Cortana

(Faria todo sentido usar as ferramentas da Geene para aperfeiçoar a Cortana)

Os serviços atuais empresa adquirida serão desligados no dia 1 de setembro, como parte do contrato assinado. Ainda não está muito claro se a funcionalidade do assistente será implementada diretamente no Office 365 ou se a equipe por trás do Geene vai só ajudar o trabalho em uma variedade de aplicativos da Microsoft. Faria todo sentido se essa tecnologia de agendamento a partir da linguagem natural fizesse parte das funções do Outlook, assim como da assistente virtual do Windows, Cortana, que foi introduzida em quase todas as plataformas do sistema operacional para estimular o seu uso. O objetivo da Geene em fornecer inteligência artificial para pessoas que não têm seus próprios secretários de verdade combina bem com a estratégia que a Microsoft vem utilizando.

Isso tudo confirma o engajamento de Satya Nadella em adquirir empresas para reforçar a capacidade da Microsoft em diversas áreas de crescimento. A empresa fundada por Bill Gates tem feito uma série de compras de alto nível, incluindo a compra da plataforma de desenvolvimento de aplicativos Xamarin, Swiftkey, teclado inteligente para smartphones, e um grande acordo de sucesso para adquirir a Linkedin por mais de US$ 26 bilhões.

Via: PCWorld

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.