Cisco está desenvolvendo codec aberto para resolução 8K

Por Redação | 12.08.2015 às 11:05

Para o usuário comum, já se foi o tempo em que a instalação e manuseio de codecs eram parte integrante da experiência com vídeo no computador. Hoje, aplicativos e pacotes já fazem esse trabalho automaticamente, mas por trás dos panos, empresas e desenvolvedoras continuam trabalhando nas tecnologias de compressão. Com a onda do 8K cada vez mais presente, a Cisco anunciou o Thor, seu codec de vídeo de código aberto para a altíssima resolução.

De acordo com Jonathan Rosenberg, diretor de tecnologia de colaborações na empresa, o trabalho vem para atender a uma demanda de mercado. Por mais que hoje os formatos de alta definição sejam mais padronizados, no caso do 8K, e seu principal codec, o HEVC, ou H.265, todo o processo de patentes se tornou mais complicado, com dois grupos separados lidando com isso sem contemplar muitos dos fabricantes de tecnologia.

O resultado é um sistema que pode ser até 16 vezes mais caro de se licenciar que seu antecessor, o H.265, devido à ausência de tetos máximos em termos de produção de aparelhos e contratos mais flexíveis. Esse fator acaba impossibilitando a utilização do compressor em projetos menores, sejam eles softwares gratuitos ou com licença limitada, navegadores e até mesmo smartphones de fabricantes menores.

Foi justamente por isso que a Cisco decidiu criar o Thor, que ainda está em fase de projeto e vem sendo desenvolvido por grandes nomes da tecnologia de vídeo, com experiência em codecs anteriores. Toda a arquitetura é de código aberto e a comunidade está mais do que convidada a contribuir e dar suas opiniões sobre o andamento do projeto e, acima de tudo, de que maneira ele pode continuar a existir sem infringir patentes existentes – um time jurídico também está ligado aos trabalhos e deve contribuir para que nenhum processo aconteça.

Na empreitada, a Cisco já conta com pelo menos uma colaboração de peso, a Internet Engineering Task Force. A organização promove padrões para serem usados na internet e trabalha com protocolos, codecs e todo tipo de tecnologia. Eles também estão trabalhando em um codec open source para 8K e têm a Mozilla como uma de suas principais participantes.

O principal objetivo da Cisco é criar uma tecnologia versátil o suficiente para ser usada tanto em aparelhos com pouco poder de processamento ou arquiteturas mais simples até aplicações complexas. Além disso, os desenvolvedores de software buscam garantir que o poder de compressão do Thor seja equivalente ao do HEVC, capaz de entregar arquivos com altíssima resolução e um tamanho adequado para ser transmitido pela internet, algo que agrada bastante as empresas do ramo de streaming de conteúdo.

Rosenberg não fala em datas, mas diz acreditar que, agora que o projeto está aberto ao mundo, as coisas devem andar um pouco mais rápido. Ainda assim, estima que o trabalho deva continuar por pelo menos mais alguns meses.

Fonte: Cisco