Cidades desenvolvidas serão "dominadas" por carros elétricos até 2030

Por Redação | 11 de Outubro de 2016 às 16h57

Muita gente já sabe que os carros elétricos chegaram para ficar e estarão cada vez mais presentes no cenário urbano. Um estudo da consultoria McKinsey e Co. com a Bloomberg New Energy, entretanto, aponta que isso pode acontecer mais cedo do que se imagina, principalmente nas cidades mais desenvolvidas. De acordo com o relatório, municípios mais ricos serão dominados pelo uso destes carros até 2030.

Conforme aponta o estudo, carros movidos a energia elétrica responderão por dois terços de toda a movimentação com veículos em cidades mais ricas como Londres e Cingapura (que é uma cidade-estado). Ambas as cidades já caminham para regulamentar leis mais severas contra a emissão de poluentes, o que pode contribuir na previsão.

Além do envolvimento dos governantes com políticas de redução de poluentes e incentivo aos carros elétricos, o custo da tecnologia também está caindo. Baterias de íon de lítio para carros estão 65% mais baratas agora, custando uma proporção de US$ 350 por quilowatt/hora. Em 2010, o valor era de US$ 1 mil por KWh. Nos próximos dez anos, é esperado que o preço caia para menos de US$ 100 por KWh.

Por outro lado, o setor automotivo pode sentir o baque da mudança, mesmo que ele já esteja caminhando para um novo modelo com mais carros elétricos e menos uso de combustíveis como gasolina e diesel.

"O setor automotivo enfrenta um futuro que pode ser fundamentalmente diferente de seu passado e deve considerar uma mudança de um modelo de produto para o de fornecimento de serviços de transporte", destacou o estudo, acenando para iniciativas de montadoras com empresas como Uber e Lyft.

A pesquisa também deu um recado para os donos de postos de gasolina, que devem buscar fontes alternativas de monetização para seus estabelecimentos, assim como investir em estações de recarga para o crescente número de usuários de carros elétricos.

Fonte: Reuters

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!