Chanceler alemã cobra maior transparência de gigantes da internet

Por Redação | 28 de Outubro de 2016 às 13h57

A chanceler alemã, Angela Markel, cobrou de gigantes da internet como Google e Facebook, sem citá-los diretamente, maior transparência em torno dos algoritmos usados ​​para selecionar o que apresentam aos usuários. Segundo ela, “quando não são transparentes, podem levar a uma distorção da nossa percepção e estreitar nossa amplitude de informações”.

A declaração foi dada durante a conferência de jornalismo Medientage, que terminou na quinta-feira, 27, em Munique, na Alemanha. Merkel pediu que os algoritmos sejam tornados públicas de forma que "cidadãos informados" possam ver as influências que eles têm através das mídias sociais, feeds de notícias e resultados de pesquisa.

Falando depois ao jornal Der Spiegel, o porta-voz de política para internet do partido de Merkel declarou que a "chanceler certamente não quis dizer que as empresas devem divulgar segredos comerciais, mas que precisamos de mais informações dos operadores, como o Facebook, sobre como seus algoritmos funcionam de um modo geral". O Google e o Facebook disseram à mesma publicação que já deram aos seus usuários muitas informações sobre como eles trabalham.

No fim do ano, um grupo suprapartidário de políticos alemães deve enviar os resultados de uma investigação sobre algoritmos usados ​​pelo Facebook, Google e outras empresas de internet para o comissário digital da União Europeia, Gunther Oettinger.

Fonte: BBC

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.