Carros semiautônomos do Uber começarão a transportar passageiros ainda este mês

Por Redação | 18 de Agosto de 2016 às 10h51

A Uber vem trabalhando para tornar o serviço de carros autônomos uma realidade. Para isso, a companhia montou uma estrutura em Pittsburgh (EUA) em 2014 com o apoio da Universidade de Carnegie Mellon. Depois de finalmente estruturar seu Centro de Tecnologias Avançadas, que conta com centenas de engenheiros e especialistas em robótica e mecânica, agora chegou a vez de a empresa testar seus veículos semiautônomos nas ruas da cidade.

A Uber fará ainda neste mês seu primeiro teste de autocondução no mundo real, com veículos semiautônomos levando passageiros a seu destino. Os veículos utilizados serão os SUVs Volvo XC90 que foram modificados exatamente para trabalharem com pouca interferência dos motoristas. Durante os testes, o carro será supervisionado por uma pessoa que ficará no assento do motorista, cumprindo as exigências legais norte-americanas, e um outro especialista no banco do passageiro para avaliar os testes e tomar nota das melhorias que serão necessárias realizar. Os passageiros poderão visualizar em um tablet a atual situação do veículo, bem como informações sobre o percurso.

Leia também: CEO acredita que carros autônomos da Uber gerarão ainda mais empregos

A implantação dos testes de veículos semiautônomos nas ruas da cidade de Pittsburgh é um passo significativo para o mercado como um todo. Atualmente, a Tesla vem trabalhando para aumentar gradualmente as funcionalidades autônomas em seus veículos para que eles possam trafegar cada vez mais sem a necessidade de interferência humana. O Google também está testando exaustivamente seus carros de condução autônoma, embora seus veículos estejam limitados a uma velocidade máxima de 40 km/h.

Com os carros autônomos, a intenção da Uber é substituir os seus milhares de motoristas e, assim, aumentar consideravelmente a lucratividade de seu negócio. Por isso, a empresa tem investido pesado e criado parcerias importantes para o desenvolvimento de veículos que dispensam um condutor humano. Em conjunto com a Volvo, a companhia assinou um acordo para investir US$ 300 milhões na construção de um veículo totalmente autônomo em 2021 (com investimento de 50% para cada empresa). Vale lembrar que a Ford também estipulou o mesmo prazo para começar a fabricação em massa de carros autônomos.

Fontte: Bloomberg

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.