Carros de apps tipo Uber superam número de táxis em São Paulo

Por Redação | 06.02.2017 às 18:48

A Prefeitura de São Paulo divulgou pela primeira vez um levantamento com o número de carros particulares que oferecem serviços de transporte em apps como Uber, Cabify e outros na capital paulista.

Segundo afirmou o prefeito paulistano João Dória em entrevista à rádio CBN, atualmente são mais de 50 mil motoristas circulando na cidade, um número que supera amplamente o total de taxistas credenciados, que atualmente é de 38 mil.

Conforme explicou o prefeito, os 50 mil veículos estão cadastrados no Uber e outros aplicativos de carona como Cabify, Easy e 99. Mesmo assim, a maior parcela deste número esta no Uber. Uma estimativa feita pela Folha no ano passado apontou que 9 em cada 10 motoristas que trabalham com aplicativos usam o serviço do Uber.

Em São Paulo desde 2014, o Uber levou pouco mais de dois anos para superar o contingente de táxis na cidade. Em cidades maiores dos Estados Unidos, como Nova York, o aplicativo levou um pouco mais de tempo para isso. Na Big Apple, a virada se deu em 2015.

Em 2016, o Uber investiu para aumentar ainda mais a sua presença no território brasileiro, assim como trouxe mais pessoas para trabalhar dentro da plataforma. Em outubro do ano passado, a companhia divulgou que 50 mil motoristas já prestavam serviços para a companhia.

Mesmo com o crescimento, recentemente o Uber vem sofrendo críticas de usuários que alegaram quedas na qualidade do serviço, com motoristas menos qualificados e carros pouco confortáveis. A alta oferta por conta do grande número de motoristas também desagradou quem trabalha para a Uber. Segundo eles, a disputa por chamados fez motoristas aumentarem as suas jornadas diárias para tirar um valor que justificasse o investimento em um veículo e na gasolina para circular.

Fonte: Folha de São Paulo