Candidata ao Senado americano é acusada de copiar o Google

Por Redação | 10.05.2016 às 17:35

A campanha eleitoral norte-americana está de novo ganhando destaque no noticiário, e desta vez, não é por nenhuma declaração de Donald Trump. A polêmica da vez está relacionada à candidata Sue Googe, que pleiteia uma vaga para o Senado pelo estado da Carolina do Norte, e um suposto plágio de um dos símbolos mais reconhecidos do mundo da tecnologia: o logo do Google.

A semelhança entre o sobrenome da candidata e o serviço de buscas é óbvia, e a campanha de Googe parece ter decidido aproveitar isso. O resultado são cartazes e materiais que remetem diretamente ao logo conhecido por tanta gente, fazendo uma associação direta entre algo familiar e a possível futura senadora.

Sue Googe

Não há como negar que há algo de estranho aqui, e que um possível processo de plágio pode estar a caminho. Apesar de não investir nas mesmas cores, optando pelo roxo e branco, o logo da campanha de Googe é, claramente, o do Google, com a mesma fonte e estilo visual. A única diferença, claro, é a ausência da letra “L”.

O Google já teria sido notificado sobre o caso, mas não se pronunciou sobre o assunto. O mesmo vale para a campanha de Sue Googe, que já foi questionada por jornalistas e usuários de redes sociais quanto à semelhança, mas até agora, não comentou o assunto.

Concorrendo pelo partido republicano, Googe é de origem chinesa e seu material de campanha conta a história de uma mulher que sobreviveu a uma infância e adolescência de pobreza e condições precárias na China. Ela se mudou para os Estados Unidos quando tinha 20 anos e, agora, desafia o republicano David Price pelo assento no Senado, o qual ele ocupa desde 1987, praticamente sem interrupções.

Fonte: The Verge