Câncer de pele pode ser diagnosticado através de fotografias de pacientes

Por Redação | 10 de Setembro de 2015 às 09h04

Um sistema desenvolvido por um pesquisador do Instituto de Física de São Carlos da Universidade de São Paulo (IFSC) é capaz de analisar imagens de um banco de dados de pacientes com lesões características do câncer para ajudar no diagnóstico do melanoma, um dos tipos mais agressivos de câncer de pele. David Antônio Sbrissa contou com a ajuda dos também professores Gonzalo Travieso, Vanderlei Salvador Bagnato, Cristina Kurachi e Luciano da Fontoura Costa.

O melanoma surge quando as células produtoras de melanina sofrem danos e invadem os órgãos do corpo. Como resultado disso, surgem manchas que começam a se espalhar pela pele do paciente e podem levar a coceira e sangramento. Visto que as manchas características são semelhantes a outras desenvolvidas pela pele humana, o diagnóstico do melanoma é realizado somente através de uma biópsia. O número de profissionais credenciados para esse procedimento é reduzido, tornando a fila de espera grande. Através do sistema público, os pacientes podem esperar por meses, tempo que favorece a evolução do câncer.

Com o objetivo de diminuir a fila de espera e diagnosticar com mais rapidez a doença, os pesquisadores do IFSC criaram um banco de imagens que é regularmente atualizado com fotos de lesões cedidas por médicos. Tais imagens são utilizadas como base para as análises das fotografias dos pacientes, num processo de comparação que leva em consideração principalmente as características únicas das manchas geradas pelo melanoma, como bordas irregulares, colorações diferenciadas e um diâmetro maior do que as manchas comuns.

O sistema proporciona um diagnóstico rápido e preciso. Desse modo, segundo os pesquisadores, é possível diminuir consideravelmente a fila de espera para o exame de diagnóstico. Outra vantagem da tecnologia é que os pacientes podem iniciar o tratamento de maneira imediata, reduzindo o processo de evolução do câncer e aumentando as chances de sucesso na cura.

Via Saúde! Brasileiros

Fonte: http://brasileiros.com.br/2015/09/fotografia-ajuda-diagnosticar-tipo-agressivo-de-cancer-na-usp/

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.