Busca recolocação no mercado de trabalho? 3 ações no LinkedIn podem te ajudar!

Por Redação
TUDO SOBRE

LinkedIn

Hoje, vivemos uma época em que se conectar numa rede social se tornou tão rotineiro quanto um compromisso diário de trabalho. O hábito já faz parte do dia a dia da grande maioria das pessoas. Se você já faz isso sem obter nada além de distração, que tal usar 3 passos numa rede social conhecida – o LinkedIn – para movimentar sua vida profissional e garantir uma recolocação no mercado de trabalho? Quem nos ajuda nessa empreitada é o especialista em marketing digital Fábio Ricotta.

Além de elaborar um bom perfil profissional, listar habilidades, informar sua atividade atual, experiências anteriores e cursos já realizados, veja algumas dicas que deixariam sua conta no LinkedIn se destacar.

1- Estratégia de conexão

Contatos, contatos e mais contatos. Isso nunca é demais! No caso do LinkedIn, a partir do momento que você se conecta a outro profissional, vocês passam a ter acesso a informações mais detalhadas um do outro. "Em alguns casos, é possível ter acesso ao e-mail e até mesmo ao telefone, e essa pode ser uma boa oportunidade de conseguir um contato direto com a pessoa e também pode ser uma boa estratégia de prospecção”, destaca o especialista. E não pense que basta ter uma conta: "Mantenha-se ativo dentro da rede social, e, então, sempre que as pessoas interagirem com você, as conexões dela também receberão notificações, e isso pode ser uma ótima oportunidade para se conectar a ainda mais pessoas”.

PECHINCHAS, CUPONS, COISAS GRÁTIS? Participe do nosso GRUPO DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Não se esqueça de que no LinkedIn você se "conecta" a outras pessoas, diferente do Facebook, em que você adiciona "amigos". Os termos são distintos.

2- Comunidades da rede social

Fique atento às comunidades (que seriam os "grupos" do Facebook). No LinkedIn, os temas dos espaços de discussão, respeitando o caráter profissional da rede, tendem a estar relacionados a carreiras e negócios. Ricotta alerta: "Minha recomendação é que você comece a participar dessas comunidades do LinkedIn e passe a observar o que as pessoas discutem”. Vá em frente, dedique uns minutinhos do seu tempo.

3 - Publicação de conteúdo

Além de receptor, você também pode ter um importante papel de emissor de informações no LinkedIn, compartilhando conteúdos. Mas lembre-se: “Nunca faça SPAM e nunca seja aquele cara chato que a todo momento fica compartilhando links". Não pense que a participação na rede é função de grande empresas ou marcas já conhecidas, você pode desencadear, sim, discussões importantes e publicar conteúdos relevantes. “Conteúdos sobre gestão e produtividade são muito bem aceitos dentro do LinkedIn”, explica Ricotta.

A rede social (e profissional) LinkedIn pode ser também uma rica fonte de informação, de troca. Você pode, por exemplo, utilizar as diversas comunidades e pedir sugestões para o desenvolvimento de um artigo, para a criação de um vídeo, etc. Aproveite da melhor forma essas oportunidades e boa sorte!

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.