Busca recolocação no mercado de trabalho? 3 ações no LinkedIn podem te ajudar!

Por Redação

Hoje, vivemos uma época em que se conectar numa rede social se tornou tão rotineiro quanto um compromisso diário de trabalho. O hábito já faz parte do dia a dia da grande maioria das pessoas. Se você já faz isso sem obter nada além de distração, que tal usar 3 passos numa rede social conhecida – o LinkedIn – para movimentar sua vida profissional e garantir uma recolocação no mercado de trabalho? Quem nos ajuda nessa empreitada é o especialista em marketing digital Fábio Ricotta.

Além de elaborar um bom perfil profissional, listar habilidades, informar sua atividade atual, experiências anteriores e cursos já realizados, veja algumas dicas que deixariam sua conta no LinkedIn se destacar.

1- Estratégia de conexão

Contatos, contatos e mais contatos. Isso nunca é demais! No caso do LinkedIn, a partir do momento que você se conecta a outro profissional, vocês passam a ter acesso a informações mais detalhadas um do outro. "Em alguns casos, é possível ter acesso ao e-mail e até mesmo ao telefone, e essa pode ser uma boa oportunidade de conseguir um contato direto com a pessoa e também pode ser uma boa estratégia de prospecção”, destaca o especialista. E não pense que basta ter uma conta: "Mantenha-se ativo dentro da rede social, e, então, sempre que as pessoas interagirem com você, as conexões dela também receberão notificações, e isso pode ser uma ótima oportunidade para se conectar a ainda mais pessoas”.

Não se esqueça de que no LinkedIn você se "conecta" a outras pessoas, diferente do Facebook, em que você adiciona "amigos". Os termos são distintos.

2- Comunidades da rede social

Fique atento às comunidades (que seriam os "grupos" do Facebook). No LinkedIn, os temas dos espaços de discussão, respeitando o caráter profissional da rede, tendem a estar relacionados a carreiras e negócios. Ricotta alerta: "Minha recomendação é que você comece a participar dessas comunidades do LinkedIn e passe a observar o que as pessoas discutem”. Vá em frente, dedique uns minutinhos do seu tempo.

3 - Publicação de conteúdo

Além de receptor, você também pode ter um importante papel de emissor de informações no LinkedIn, compartilhando conteúdos. Mas lembre-se: “Nunca faça SPAM e nunca seja aquele cara chato que a todo momento fica compartilhando links". Não pense que a participação na rede é função de grande empresas ou marcas já conhecidas, você pode desencadear, sim, discussões importantes e publicar conteúdos relevantes. “Conteúdos sobre gestão e produtividade são muito bem aceitos dentro do LinkedIn”, explica Ricotta.

A rede social (e profissional) LinkedIn pode ser também uma rica fonte de informação, de troca. Você pode, por exemplo, utilizar as diversas comunidades e pedir sugestões para o desenvolvimento de um artigo, para a criação de um vídeo, etc. Aproveite da melhor forma essas oportunidades e boa sorte!

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.