Busca do Google deverá ficar muito mais inteligente

Por Redação | 04.02.2016 às 13:55

O Google anunciou que promoverá o chefe do departamento de Inteligência Artificial da empresa, John Giannandrea, para o posto de chefe do principal produto da empresa, o famoso buscador. Este é um dos sinais de que a empresa americana irá fazer profundas mudanças na forma como realizamos pesquisas online. Muitos acreditam que a inteligência artificial irá proporcionar um dos maiores avanços na tecnologia nos próximos anos. Sendo assim, o Google tem interesse lógico em utilizar a tecnologia para melhorar seu buscador.

O objetivo da inteligência artificial é criar sistemas que compreendem o ambiente e até mesmo conseguem lidar com as tarefas diárias de reconhecimento de fala e escrita, prevenção de fraudes online, responder emails e também no desenvolvimento de carros autônomos. O Google parece destinado a aplicar essa tecnologia em um dos serviços mais utilizados diariamente por pessoas em todo mundo.

"A pesquisa tem transformado a vida das pessoas; mais de um bilhão de pessoas dependem de nós", escreveu Amit Singhal, atual chefe do setor de buscas do Google que se aposentará no final do mês. "A busca é mais forte do que nunca, e só ficará melhor nas mãos de um conjunto notável de líderes que já estão executando o show do dia-a-dia".

Com a inteligência artificial, o Google conseguirá ir além de resultados de buscas feitos a partir de um teclado. Com um assistente inteligente, será possível que ele realize uma previsão do que você precisará em diferentes situações. Para que essa tecnologia esteja suficiente aprimorada, o Google está investindo pesado. Na semana passada a empresa anunciou que sua divisão de inteligência artificial com sede em Londres desenvolveu um programa capaz de vencer um especialista em Go, antigo jogo de tabuleiro chinês mais complexo que o xadrez.

Giannandrea, que era CTO da Netscape, chegou ao Google em 2010, quando sua empresa de dados, a Metaweb, foi adquirida pelo Google. Certamente ele terá muito trabalho para tornar os computadores mais inteligentes, em especial o serviço de buscas mais utilizado do mundo. "Eu acho que os computadores são muito burros", disse à Fortune em outubro. "Um computador é como uma criança de 4 anos de idade".

Via CNET

Fonte: http://www.cnet.com/news/google-search-is-about-to-get-a-lot-smarter/#ftag=CAD590a51e