BRF adota nuvem da Microsoft em toda a operação global

Por Redação | 27.10.2016 às 19:40
photo_camera Divulgação

A brasileira BRF, uma das maiores multinacionais do segmento alimentício, adotou a suíte de ferramentas Office 365, assim como outros serviços cloud da Microsoft como o Skype for Business e Yammer, para sua ganhar eficiência em sua operação global de trabalho.

Com o contrato, de valores e prazos não divulgados, a companhia de alimentos tem como objetivo melhorar a colaboração de seus mais de 30 mil funcionários.

“Pensando em resultados tangíveis, reduzimos em cerca de 30% os custos de outsourcing, telefonia e viagem com a operação utilizando a nuvem”, observa Alexandre Biazin, Gerente de TI BRF. O executivo também ressaltou os ganhos intangíveis do produto, como experiência de uso mais agradável, produtividade e satisfação dos colaboradores.

O projeto consistiu na padronização das ferramentas em nuvem por todos os escritórios da empresa, dando a elas capacidade ilimitada de armazenamento de dados (que antes era de até 1GB por usuário). O segundo é a adoção de uma solução capaz de oferecer a agilidade e a flexibilidade necessárias para apoiar a expansão internacional, foco estratégico da companhia.

Outro destaque foi a velocidade de implementação do projeto, entregue um mês antes do previsto em cronograma. No total, o trabalho durou nove meses até sua implantação. O primeiro produto implantado foi o e-mail corporativo, seguido do Yammer, e por fim o Skype for Business, integrado ao sistema de ramais e conferência de voz da empresa.

“Com a plataforma em nuvem garantimos padronização na entrega dos produtos em todas as filiais, com agilidade e sem a necessidade de instalar servidor ou conexão de e-mail. Além disso, seja qual for a unidade da companhia, a segurança de ponta está aplicada e evita problemas como invasões e roubo de informações”, diz Biazin.

O projeto da companhia com a Microsoft ainda não terminou e a empresa está atualmente em implantação de seu portal de intranet “We Are BRF”, utilizando o Microsoft Sharepoint Online.

Com 35 fábricas e 20 centros de distribuição no Brasil, a BRF conta com 8 unidades industriais na Argentina, 1 no Reino Unido, 1 na Holanda, 4 na Tailândia e 1 nos Emirados Árabes, além de mais 20 centros de distribuição.

A BRF, também conhecida como Brasil Foods e dona de marcas como Sadia e Perdigão, registrou um lucro líquido de R$ 3,1 bilhões no ano passado, um crescimento de 46% em relação ao registrado em 2014.