Brasil já investe US$ 38 bi em TI e fica em 9º lugar no ranking mundial

Por Redação | 26 de Junho de 2017 às 14h18

De acordo com o estudo “Mercado Brasileiro de Softwares e Serviços” da ABES (Associação Brasileira das Empresas de Software), em parceria com o IDC, em 2016 os investimentos de TI no Brasil foram reduzidos em 3,6% em comparação com o ano anterior, atingindo a marca de US$ 38 bilhões. Já o balanço mundial apresentou alta de 2%, com US$ 2,03 trilhões em investimentos no setor. Entre os motivos que justificam essa baixa, está a crise econômica brasileira e a valorização do dólar no período. No entanto, para 2017, a previsão é de que o setor se recupere no Brasil em 6,7%.

Essa é a primeira vez em 12 anos de estudo que o Brasil perdeu duas posições no ranking mundial, passando do sétimo para o nono lugar. Em 2005, quando o estudo foi conduzido pela primeira vez, o país estava no 7º lugar, e vinha mantendo essa posição até 2016. Ainda assim, o país permanece na liderança na América Latina.

Para Jorge Sukarie, presidente do Conselho da ABES, “a recessão teve impacto direto nos resultados e a alta do dólar puxou a conversão dos números do setor para baixo”. O executivo acredita, ainda, que “mesmo tendo o Brasil apresentado queda nos investimentos, ainda ocupa um lugar importante, estando no mesmo grupo de países como Alemanha, Estados Unidos e França, o que mostra a relevância do mercado interno de TI”.

Quanto à distribuição geográfica desses investimentos no nosso país, a região Sudeste ainda é a líder com 61%, mas o Norte avançou de 2% para 6%, enquanto o Nordeste subiu em três pontos percentuais, alcançando os 11%. A região Sul também cresceu, subindo de 12% para 13%, enquanto o Centro Oeste foi a única região que apresentou queda, passando de 13% para 9%.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.