Boeing repensa métodos de produzir seus satélites para reduzir falhas e custos

Por Redação | 21 de Fevereiro de 2017 às 18h29

A Boeing, maior empresa aeroespacial do mundo, está se preparando para adotar novas práticas de produção de seus satélites, com o objetivo de automatizar o processo e aumentar a eficiência geral. A fabricação dos satélites passará a contar mais com a impressão 3D, por exemplo, e envolverá menos trabalhadores para tal.

Segundo Paul Rusnock, líder do negócio de satélite da Boeing, também serão realizados testes automatizados de componentes para acelerar o processo de montagem, além de reduzir custos e falhas.

Assim como os foguetes, os satélites, dependem de peças únicas e especializadas, cuja produção é cara e demorada. Neste sentido, o uso de componentes modulares é uma opção para impulsionar a eficiência na produção, bem como diminuir custos e o tempo de fabricação.

Os esforços da Boeing refletem a transformação global da indústria espacial privada, impulsionada atualmente pela pressão exercida por empresas menores, como a SpaceX.

Fonte: Wall Street Journal

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.