Bitcoins têm alta histórica e valor ultrapassa US$ 1,4 mil

Por Redação | 02.05.2017 às 11:21
photo_camera DepositPhotos/nevarpp

O mercado de Bitcoins está observando nesta terça-feira (02) a maior valorização de sua história, com uma alta de 7% e valor que chega a US$ 1.450 (e subindo) no momento em que esta reportagem é escrita. A valorização tem como principal motivo mudanças na legislação japonesa, com o país passando a ver a criptomoeda como um meio legal e legítimo para a realização de pagamentos.

Dados da Cryptocompare, uma ferramenta online que analisa o fluxo de transações em moedas virtuais, apontam que mais de metade das conversões realizadas em todo o mundo são de ienes, a moeda japonesa, para Bitcoins. Isso pode significar um interesse, principalmente, de investidores, que podem desejar não apenas explorar essa nova possibilidade de negócio como também aproveitar a valorização.

Essa noção também é válida para Brian Kelly, fundador da Brian Kelly Capital, uma das principais firmas de investimento a apostarem nas Bitcoins. De acordo com o especialista, a maior parte das conversões são institucionais, em um movimento que, segundo ele, pode até partir do Japão, mas deve solidificar a noção mundial de que as criptomoedas são “dinheiro de verdade” e não uma moda passageira.

Outra medida vista como negativa, mas que ganhou força e teria auxiliado nesse esforço de regularização, foi a decisão do governo da China de cobrar tarifas e ampliar a fiscalização sobre as transações em Bitcoins. Preocupado com a especulação e a possibilidade de crimes como lavagem de dinheiro, o país implementou medidas que levaram a uma queda de mais de 10% no valor das moedas em janeiro, mas que agora começa a gerar frutos positivos.

Mais uma vez, trata-se de uma forma de legitimar o mercado, assegurando a investidores que as Bitcoins são seguras. Ao remover sua possível associação a atos criminosos, a China acabou por aumentar a credibilidade do criptodinheiro como negócio, e, apesar das taxas, analistas veem o movimento como positivo.

Com tudo isso, o valor das Bitcoins atingiu seu maior índice desde o começo das transações com a moeda, em 2008. O valor de US$ 1.450 também representa um aumento de mais de 200% em relação aos números de maio do ano passado e levam o total de moedas existentes a quase US$ 25 bilhões.

Fontes: Telegraph, CNBC